Publicidade
Manaus
ACIDENTE

Adolescente de 17 anos é suspeito de atropelar com BMW agente de trânsito

Segundo o delegado do 19º DIP, familiares do proprietário do veículo procuraram a unidade policial e informaram que o adolescente se apresentaria nesta quinta-feira (28) para a polícia 28/09/2017 às 08:29 - Atualizado em 28/09/2017 às 12:45
Show show s5451
O carro do acidente foi encontrado pela polícia (Foto: Divulgação)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

Um adolescente de 17 anos deve se apresentar nesta quinta-feira (28), no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), suspeito de envolvimento no atropelamento de um agente de trânsito de 51 anos. Nessa quarta-feira (27), policiais encontraram uma BMW envolvida no acidente, após uma denúncia anônima pelo telefone.

De acordo com o delegado titular do 19º DIP, Paulo Benelli, familiares do proprietário do veículo procuraram a delegacia na madrugada de hoje para informar que o suspeito se apresentaria na unidade policial nesta quinta-feira (28). “Familiares do proprietário nos procuraram durante a madrugada e informaram que o filho do proprietário se apresentaria na unidade policial nesta quinta-feira. Ele é suspeito de está dirigindo o carro do pai”, explicou o titular da unidade.

Paulo também acrescentou que se for confirmada a participação do menor no acidente, o caso será encaminhado para Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI). “Já sabemos que o proprietário do veículo não estava em Manaus durante o ocorrido. Quem estaria dirigindo o veículo seria o filho, mas se essa informação for confirmada, o caso será encaminhado para a Deaai”, comentou.

A BMW foi encontrada, por volta das 16h dessa quarta-feira (27), em uma oficina localizada no Conjunto Shangrila, no bairro Parque 10 de Novembro, na Zona centro-sul de Manaus.

O veículo foi apreendido e encaminhado em um guincho da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) para o pátio do 19º DIP, onde passará por uma perícia da Polícia Civil. Em seguida, o carro será levado ao Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) para os procedimentos administrativos cabíveis.

Conforme o delegado, o condutor será investigado pelos delitos de lesão corporal no trânsito, omissão de socorro, evasão do local e fraude processual por tentar encobrir as provas que ligassem o carro ao acidente.

Publicidade
Publicidade