Publicidade
Manaus
Manaus

Adolescente é apreendida ao tentar embarcar com 12 quilos de drogas no aeroporto

Investigada há dois meses, a jovem foi interceptada quando colocava a bagagem na esteira para embarcar. Segundo a polícia, ela era envolvida com a facção PCC 23/11/2015 às 15:14
Show 1
A adolescente disse que receberia R$ 2 mil para transportar a droga
ACRITICA.COM ---

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida pela polícia no momento em que tentava embarcar com 12 quilos de drogas no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus.

A apreensão foi feita pela equipe de investigação do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em ação conjunta com policiais civis da 1ª Seccional Sul, na madrugada desta segunda-feira (23).

De acordo com o titular do 1º DIP, delegado Rodrigo de Sá, a jovem vinha sendo investigada há dois meses por envolvimento com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que atua na Zona Sul de Manaus e em outros estados do País.

“Antes de chegarmos à adolescente, realizamos muitas diligências. Esse processo de investigação nos possibilitou outras informações sobre a atuação deles, principalmente no que diz respeito ao tráfico de drogas”, explicou Rodrigo de Sá.

Conforme a autoridade policial, ao longo das investigações os policiais civis descobriram que o grupo PCC planejava transportar uma grande quantidade de drogas para a cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte.

“A adolescente ficou encarregada pela execução da tarefa. Ela viajaria na madrugada de hoje, às 4h, porém foi interceptada pela nossa equipe no momento em que colocava as malas na esteira para embarcar”, contou o titular do 1º DIP.

Dentro das bagagens os policiais encontraram dez pacotes grandes de maconha do tipo Skunk e quatro porções menores de cocaína. Além das substâncias ilícitas, foi apreendida uma identidade falsa com o nome de Beatriz Katarine da Rocha Lima Azier, de 21 anos.

A adolescente foi conduzida à sede do 1º DIP para prestar esclarecimentos. No lugar, informou que receberia R$ 2 mil pelo serviço. Rodrigo de Sá disse que ela irá responder por atos infracionais de tráfico de drogas, falsidade ideológica e uso de identidade falsa.

Encerrado os procedimentos legais no 1º DIP, a adolescente foi encaminhada à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde serão adotadas as medidas cabíveis.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade