Publicidade
Manaus
ATROPELAMENTO

Adolescente suspeito de atropelar agente de trânsito diz que pegou BMW escondida do pai

Se dizendo arrependido, o jovem de 17 anos confirmou que dirigia o carro de luxo no momento do atropelamento do agente, que está em coma 28/09/2017 às 10:16 - Atualizado em 28/09/2017 às 10:47
Show 99
Foto: Divulgação
Amanda Guimarães

O adolescente de 17 anos suspeito de atropelar um agente de trânsito em Manaus se apresentou na manhã desta quinta-feira (28) à Polícia Civil. Ele confirmou que dirigia o carro de luxo BMW no momento do atropelamento do agente de 51 anos, que está em coma. Segundo o delegado Paulo Benelli, titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o jovem disse que pegou o veículo escondido do pai.

Se dizendo arrependido, o jovem rapaz afirmou à polícia que prestará o auxílio necessário para a vítima. Às 10h20 de hoje ele deixou a unidade policial acompanhado de advogados, mas nenhum deles quis falar com a imprensa sobre o caso.

Conforme o delegado Paulo Benelli, o adolescente contou em depoimento que tentou fazer uma ultrapassagem e acabou indo em direção à motocicleta do agente, na contramão, provocando o acidente. “Ele falou que pegou o carro do pai sem autorização, porque estava viajando. Em depoimento, contou que foi fazer uma ultrapassagem e acabou provocando o acidente”, disse Paulo.

Segundo o delegado, o adolescente disse também que não prestou socorro para a vítima porque ficou com medo da situação. “Ele disse que fugiu, porque ficou com medo. Decidiu nos procurar para contar o que aconteceu por conta da repercussão nas redes sociais. O adolescente também disse que está arrependido e prestará auxílio para a vítima”, destacou.

Agora, o delegado continuará as investigações para confirmar se foi o adolescente o responsável pelo acidente. O caso deve ser encaminhado à Delegacia Especializada em Atos Infracionais (Deaai). “Agora vamos conversar com outras testemunhas e comprovar quem estava mesmo dirigindo o veículo”, completou. O adolescente é suspeito de cometer delitos de lesão corporal no trânsito, omissão de socorro, evasão do local e fraude processual por tentar encobrir provas do crime.

BMW em oficina de carros

Na tarde de ontem, os policiais do 19º DIP encontraram em uma oficina de carros no conjunto Shangrila, bairro Parque 10, a BMW envolvida no acidente, após receberem uma denúncia anônima por telefone. Segundo o delegado Paulo Benello, o veículo estava passando por reparos para encobrir provas que o ligassem ao atropelamento.

“Ela estava lá para fazerem reparos na lateral no retrovisor danificado no acidente”, disse o delegado Paulo Benelli. A BMW deve passar por perícia.

Atropelamento

O atropelamento do agente de trânsito aconteceu no último dia 17 de setembro nas proximidades de um supermercado na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste. Segundo registros de câmeras de vigilância, o condutor da BMW de cor branca, modelo 320I, fabricado no ano de 2013, trafegava em alta velocidade pela avenida Cel. Teixeira, no bairro Ponta Negra, Zona Oeste, quando invadiu a contramão e atingiu a motocicleta conduzida pelo agente trânsito. Em seguida fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

O agente de trânsito de 51 anos está em coma na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul da cidade.

*Colaborou o repórter Vinicius Leal

Publicidade
Publicidade