Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
AMEAÇAS

Adolescente vítima de estupro coletivo é retirada de bairro com reforço policial

Traficantes da área, familiares e amigos dos suspeitos estariam cercando a casa da jovem e ameaçando atear fogo. Dois homens foram presos e três envolvidos seguem foragidos



zCID020505_p01_C6147468-4802-405E-9F97-CFAAF45B3E99.jpg Foto: Divulgação
04/03/2019 às 19:48

Foi necessário pedir reforço policial para que a família da adolescente de 15 anos de idade, vítima de estupro coletivo, fizesse a sua mudança da comunidade São Pedro, bairro Tarumã, para outro bairro. As informações são da titular da Delegacia Especializada em Apoio e Proteção a Criança e ao Adolescente (DEAPCA), delegada Joyce Coelho, que já conseguiu prender dois dos envolvidos no crime: Daniel de Oliveira Lima, 23, e Bruno Leonardo Dos Santos Evangelista, 19.

Os traficantes da área, familiares e amigos dos suspeitos cercaram a casa, ameaçaram invadir e atear fogo.  A ação só não foi concretizada porque a vítima está na rede de proteção à criança e ao adolescente e comunicou imediatamente o fato à polícia.

A delegada Joyce Coelho disse que entrou  em contato com o comandante geral da Polícia Militar, coronel Ayrton Norte, que enviou três guarnições da Força Tática ao local para garantir a segurança da mudança.

Mudança

Conforme a delegada, a mudança ocorreu na tarde de domingo (3). A vítima e família estão morando na casa de parentes desde o ocorrido. Mas os traficantes do local estavam rondando o imóvel e que, ao verem o caminhão de mudança chegando tentaram invadir a casa.

Conforme o que foi visto pelos policiais, a casa estava cercada por várias pessoas, alguns estavam em motocicletas e outros em carros. As vítimas chegaram a reconhecer alguns deles. A delegada disse ontem que os suspeitos serão identificados e serão chamados para comparecerem a delegacia.

Joyce Coelho disse que o caminhão saiu do local escoltado e os policiais foram orientados a não permitir que fosse seguido.  A delegada disse que a família está recebendo apoio da polícia, mas não sabe por quanto tempo mais.

A delegada Joyce disse que as investigações ainda não foram concluídas porque três envolvidos seguem foragidos. “Eu vou representar pela prisão deles”, disse Coelho.  A polícia acredita que os suspeitos estão recebendo a proteção dos familiares.

Local de traficantes

Conforme a delegada, o local onde a vítima morava é considerada “área vermelha” com índice de insegurança elevado. “Eu tive a impressão que naquele local todos são traficantes de droga”, relatou a delegada. Foi na comunidade São Pedro que em outubro de 2017 o delegado Péricles Nascimento foi baleado no rosto enquanto procurava o carro de um deputado que foi levado por bandidos.

O caso ocorreu na rua Paraíso 2, localizada na comunidade Parque São Pedro, bairro Péricles e a sua equipe foram recebidos a bala no local. Houve troca de tiros e um dos envolvidos morreu.

Presos

Bruno e Daniel foram considerados criminosos violentos e cruéis. A prisão deles foi em cumprimento de mandado de prisão expedido pelo juizado da Vara de Crimes Contra a Dignidade Social de Crianças e Adolescentes.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.