Publicidade
Manaus
Manaus

Adolescentes são assassinados a tiros no Francisca Mendes na noite de terça-feira

As vítimas estavam em um “calçadão”, quando dois homens chegaram em um carro modelo Uno de cor branca e placas não identificadas e dispararam vários tiros contra eles 16/12/2014 às 17:34
Show 1
Adriano Gonçalves, 18, morreu ainda no local
Girlene Medeiros Manaus (AM)

A Polícia Civil trabalha nas investigações do duplo homicídio que vitimou Adriano Gonçalves da Cruz Neto, 18, e Michel Augusto da Costa Xavier, 15, na noite de segunda-feira (15). A principal suspeita é que as mortes tenham sido motivadas por um acerto de contas relacionado ao tráfico de drogas. O crime aconteceu na rua Marilda (antiga rua 3), situada no conjunto Francisca Mendes, bairro Cidade Nova, Zona Norte. Os autores da ação criminosa estão sendo procurados.

De acordo com as primeiras investigações feitas pela Polícia Civil, as vítimas estavam em um “calçadão”, quando dois homens chegaram em um carro modelo Uno de cor branca e placas não identificadas. Os criminosos efetuaram vários disparos que atingiram os dois rapazes. Adriano morreu no local. A quantidade de tiros que ele foi atingido não foi informada pela polícia. A família dele não foi localizada pela  reportagem.

Já o adolescente Michel Augusto foi atingido por dois tiros. A Perícia Criminal da Polícia Civil identificou que o adolescente foi ferido em um dos braços e no abdômen. O pai de Michel não quis se identificar à equipe de reportagem do MANAUS HOJE, mas contou que o adolescente era usuário de entorpecentes. A família do rapaz o socorreu e o internou no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Eliameme Mady, no conjunto Galileia, no bairro Cidade Nova, situado na Zona Norte. Michel morreu na unidade.

O crime aconteceu por volta de meia-noite e o caso foi atendido por policiais militares da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) que isolaram o local do crime até a chegada do carro do Instituto Médico Legal (IML) para onde, posteriormente, os corpos de Adriano e Michel foram encaminhados. As investigações seguem a cargo da equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na Zona Leste de Manaus.


Publicidade
Publicidade