Publicidade
Manaus
BALEADO

Advogado morre dois dias após ser baleado em assalto no Parque 10

Mansur Neto teve morte cerebral na manhã desta quarta-feira (26) e estava em estado gravíssimo. Ele foi baleado na segunda-feira (24) após sair de uma agência bancária no Parque 10 26/04/2017 às 12:20 - Atualizado em 26/04/2017 às 14:12
Show show show 28 de agosto copy
(Foto: Arquivo AC)
Oswaldo Neto Manaus (AM)

O advogado Mansur Frances Chehuan Neto, baleado durante tentativa de assalto na segunda-feira (24), morreu no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto na manhã desta quarta-feira (26). O caso ocorreu na segunda-feira (24) após ele sair de uma agência bancária no Parque 10, Zona Centro-Sul de Manaus.

O óbito foi confirmado pela assessoria da unidade hospitalar. Há dois dias, Mansur se encontrava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital em quadro instável e gravíssimo. 

No início da manhã, a informação era de que o advogado já estava com morte cerebral. “Soube que ele teve morte cerebral e continua em estado grave”, disse o presidente da OAB, Marco Aurélio Choy, por volta das 10h. Segundo ele, a informação veio dos próprios familiares do advogado que estavam no hospital.

Assalto

O advogado foi baleado durante tentativa de assalto ocorrida na tarde de segunda-feira (24), em frente à agência do Banco do Brasil, situada na avenida Tancredo Neves, no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, também na Zona Centro-Sul.

Na ocasião, um familiar, que preferiu não ter o nome publicado, disse que a vítima fez o saque de uma quantia alta e foi abordado pelos criminosos no lado de fora da agência.

Publicidade
Publicidade