Publicidade
Manaus
Manaus

Aeroporto Eduardo Gomes espera atender 150 mil passageiros

Com o recesso escolar e festas de fim de ano, o movimento no Aeroporto Eduardo Gomes, tende a aumentar nos próximos dias 27/12/2014 às 11:06
Show 1
Fila de embarque no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus
Oswaldo Neto ---

O manauense escolheu o avião para sair da capital com destino às férias. Cerca de 150 mil  devem deixar a cidade até o fim de janeiro. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), os Estados do litoral do Brasil são os mais procurados pelos amazonenses.

Por via terrestre, a Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsam) estima que 15 mil embarquem na Rodoviária de Manaus até o feriado de Reveillón. O aumento da demanda de passageiros pode chegar a 20%, apontou o órgão.

Segundo a Infraero, 1.000 voos regionais estão previstos para o período. “Os municípios mais procurados são Tefé, Tabatinga, Parintins e Coari. Os Estados do litoral também têm muita procura”, informou o órgão. De acordo com a empresa, 3.000 voos nacionais devem sair de Manaus até o fim de janeiro. Outros 400 partem com destino a outros países. A estimativa é que 150 mil pessoas embarquem no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

Com passagem marcada rumo ao Reveillón do Ceará, a estudante Larissa Gonçalves, 24, já arruma as malas para embarcar no dia 28. Segundo ela, elas e os pais têm o costume de viajar todos os anos para o Nordeste, onde vivem alguns parentes. Ela conta que o maior desafio nessa época é encontrar vagas para eles em uma única aeronave. “Sempre compramos passagens com três meses de antecedência, no mínimo. Nessa época é muito difícil, além das passagens serem muito caras. O que compensa esse esforço é poder visitar àqueles que não vemos por muito tempo”, diz.

Fluxo no ‘Eduardinho’

O servidor público, Jair Andrade, 38, chegou no final da tarde no Eduardinho, com o intuito de adquirir passagens para Parintins. “O voo só sai às 19h, mas vale a pena porque ano novo tem que ser com a família. Vou hoje e volto no dia 3”, afirmou. Já auxiliar de serviços gerais, Roberto Paiva, 29, veio de Santarém para passar o ano novo com a família em Manaus. “Vim para ver a família e rever uma namorada. Vou aproveitar minhas férias e ficar aqui. Só volto para Itacoatiara dia 15 de janeiro”, informa.

Segundo a coordenação do Eduardinho a previsão é que o fluxo de passageiros aumente a partir de hoje.

Viagens de lanchas intensificam

As embarcações do tipo “lanchas” que atendem os portos da cidade adquiriram um ritmo de travessia frenético neste período. Segundo a Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH), cerca de 112 realizam o transporte de Manaus para municípios vizinhos como Careiro da Várzea, Careiro Castanho, Manaquiri e Olinda do Norte.

No Porto da Ceasa, o industriário Marcilan Lima, 30, desembolsou R$ 4 para seguir viagem junto com a família até o Careiro. Segundo ele, a voadeira é uma boa opção de transporte. “É rápido pra chegar, dura 40 minutos. Além disso a passagem não é tão salgada quanto de balsa, que hoje está custando R$ 8 por causa da gasolina. Vale a pena”, afirma.

A SNPH ainda estima que deve existir um aumento gradativo de pessoas nas 23 embarcações que hoje saem do Porto de Manaus. Segundo o órgão, esses barcos atendem principalmente municípios da calha do Rio Negro como São Gabriel da Cachoeira, Barcelos e Santa Izabel.

Publicidade
Publicidade