Domingo, 22 de Setembro de 2019
Manaus

Afeam: Prefeitura e Estado do AM pretendem investir R$ 8 milhões em linha de crédito

É a quantia que o Estado e a Prefeitura de Manaus, por meio da agência, está disposta a investir em linha de crédito com parceria voltada ao Banco da Gente



1.jpg Pedro Falabela acredita que o Estado, por meio da Afeam, e a Prefeitura firmaram parceria voltada ao Banco da Gente
05/03/2013 às 09:00

Estado e Prefeitura de Manaus estão próximos de firmar mais uma ação conjunta. Por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), o Estado pretende investir cerca de R$ 8 milhões para o financiamento de micro-atividades, como vendedores ambulantes, catadores de materiais recicláveis e feirantes em Manaus.

A intenção é que os recursos da Afeam sejam incluídos na reformulação do “Banco da Gente”, projeto implantado na gestão Amazonino Mendes e que se encontra sob estudo da nova administração. Nesta segunda-feira (04), uma reunião traçou algumas diretrizes da ação. “A parceria vai acontecer. Estamos tentando resolver algumas questões burocráticas. Não sei como o Banco da Gente estava sendo gerenciado, mas no meu entender ele pode ser mais efetivo”, contou o presidente da Agência de Fomento, Pedro Falabella.

Na administração Serafim Corrêa, a Afeam firmou um convênio com a Prefeitura, na época intitulado de Fundo de apoio à pequena e microempresa, onde foram investidos cerca de R$ 1 milhão. A Agência de fomento pretende ainda atuar na revitalização do Centro de Manaus.

Os critérios para ter acesso ao crédito ainda não foram definidos, mas devem seguir os padrões atuais exigidos pela Afeam. “A taxa de juros de 0,5% ao mês e a situação regular do interessado devem ser mantidas. A seleção dos beneficiados, porém, ficaria por conta da Prefeitura, que ainda está definindo suas diretrizes. Independente do que for estabelecido, qualquer setor desses necessitará de acompanhamento técnico”, explicou Falabella.

Indefinida

Por conta da reforma administrativa que o atual prefeito Artur Neto vem promovendo no Município, a secretaria que vai gerenciar o novo “Banco da Gente” ainda não foi definida. A Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (Semtrad) era responsável pelo projeto até o ano passado. Mas, por conta de a Secretaria Municipal de Abastecimento e Produção (Sempab) ter recebido do prefeito a missão de incentivar o empreendedorismo na cidade, é muito provável que a pasta seja a nova gestora.

Um trunfo da Sempab é ter à frente dela o ex-senador Jeferson Praia, que também atuou em função similar no governo Serafim Corrêa, justamente na época em que existiu o convênio com a Afeam. Em conversa com a reportagem, Praia disse que aguarda a Secretaria Municipal de Administração (Semad) definir os pontos da reforma. Ele ressaltou que o município precisa ter uma política pública de fomento.

“Orientar e investir nas pequenas e micro empresas é fundamental. Além disso, é preciso capacitar as pessoas, através de cursos de empreendedorismo, para que os negócios não fechem as portas de uma hora para a outra. Um projeto integrado com o Estado seria muito importante”, destacou o titular da Sempab.

O secretário do trabalho e desenvolvimento social, Guto Rodrigues, não pôde atender a reportagem. A Secretaria Municipal de Administração não informou, até o fechamento desta edição, sobre qual pasta administrará o programa de fomento municipal e nem os prazos para a conclusão da reforma.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.