Publicidade
Manaus
CAMPANHA

Agosto Dourado encerra com aumento da doação de leite materno no Amazonas

Os Bancos de Leite Humano atendem bebês prematuros e que precisam de cuidados especiais 31/08/2018 às 18:08
Show leite 97b5e9b9 2af8 4fb4 a7fe 5f4a8f08e72e
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

As atividades da Campanha Agosto Dourado, que tem por objetivo conscientizar a sociedade sobre a importância da amamentação, se encerram nesta sexta-feira (31) com resultados bastante positivos no Estado. Um deles foi o aumento das doações de leite materno registrado pelos Bancos de Leite Humano (BLH) da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). As unidades, localizadas nas Maternidades Ana Braga, Azilda Marreiro e Balbina Mestrinho, estão inclusive desenvolvendo uma ação para arrecadar potes de vidro a fim de atender a demanda. Os frascos serão usados para armazenar o leite doado pelas mães cadastradas nos BLH.

Os Bancos de Leite Humano atendem bebês prematuros e que precisam de cuidados especiais, internados nas maternidades públicas e privadas do Estado. De acordo com a coordenadora de Saúde da Criança da Susam, Katherine Benevides, antes da campanha, as unidades estavam com estoque crítico. Hoje, o BLH da Maternidade Ana Braga está com 40 litros de leite pasteurizado, o BLH da Galileia, na Maternidade Azilda Marreiro, com 30 litros, e o BLH Fesinha Anzoategui, na Maternidade Balbina Mestrinho, com 25 litros. “É importante termos estoque. Estávamos a quase zero antes das ações do ‘Agosto Dourado’. Isso mostra que conseguimos alcançar um dos objetivos da campanha”, disse.

Katherine enfatiza que, com o crescimento das doações de leite materno e de doadoras, aumentou também a necessidade por frascos para armazenamento do líquido, que salva a vida de muitos bebês prematuros. Por conta disso, uma campanha de arrecadação de potes de vidro está sendo preparada.

“Estamos inclusive planejando fazer parcerias com empresas para conseguirmos uma boa quantidade. Mas quem tiver interessado em ajudar já pode contribuir. É só levar os potes de vidro, com tampa de plástico rosqueável, como os de nescafé e maionese, aos Postos de Coleta de Leite Humano ou aos Bancos de Leite. Agradecemos profundamente a iniciativa”, afirmou.

A coordenadora ressalta que, além das doações de leite, a Campanha Agosto Dourado também foi importante para divulgar a importância da amamentação exclusiva até os seis meses de vida das crianças.

“Temos um dos índices mais altos de aleitamento materno exclusivo do Brasil, que chega a quase 50%. Mas é sempre bom reforçar que o leite é fundamental para a sobrevivência dos bebês. Ele reduz em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos e também problemas de saúde, como desnutrição, desnutrição, diarreia, infecções respiratórias, hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade, entre outros. O leite tem todos os nutrientes necessários para que a criança cresça de forma saudável”, apontou.

Agosto Dourado

Na avaliação da coordenadora de Saúde da Criança da Susam, a Campanha Agosto Dourado, que este ano trouxe o tema “Amamentação é a base da vida”, foi um sucesso. Todos os municípios do Estado, de acordo com ela, realizaram ações e atividades de incentivo e promoção à amamentação e mais de 60% deles promoveram a “Hora do Mamaço”, mobilização que chama atenção para a importância do aleitamento materno e combate o preconceito contra amamentação em locais públicos.

Para Katherine, a campanha tem recebido cada vez mais apoio e vem se fortalecendo. “Percebemos que, a cada ano, está havendo uma união maior entre os trabalhos que são desenvolvidos entorno do tema. Isso mostra o quanto à realização das ações é importante. E este ano, além de conscientizar a população acerca do leite materno, as unidades de saúde também reforçaram a promoção da vacinação contra o sarampo”, disse.

A Susam, conforme ela, promoveu uma série de ações ao longo do mês, com o objetivo de divulgar e fortalecer as políticas e programas de aleitamento materno desenvolvidas na rede. Entre as atividades estavam roda de conversa com grávidas, oficina de aleitamento materno para pais, treinamento de profissionais que atuam nos postos de coleta de leite humano. A Secretaria, disse ela, também apoiou diversos eventos realizados pelas Prefeituras nos municípios do interior.

Publicidade
Publicidade