Publicidade
Manaus
Manaus

Agressor do cachorro 'Scooby' diz estar arrependido

Ele afirma que todos deram prioridade ao cachorro e que não priorizaram a criança mordida, que segundo ele está precisando de tratamento psicológico 05/08/2015 às 19:40
Show 1
Homem disse que estava sob forte emoção
acritica.com Manaus (AM)

O agressor do cachorro Scooby disse que agiu sob forte emoção ao atacar o animal na tarde do dia 5 de julho no residencial Viver Melhor, na Zona Norte de Manaus. Marcos Roberto Amorim da Silva Junior, de 23 anos, explicou que o cachorro mordeu seu filho. Ele disse que está arrependido.

"Mas, naquela hora, um cachorro raivoso... eu não ia segurar o cachorro e afastar ele do meu filho porque ele ia me morder. Então, eu peguei um ferro e agredi o cachorro. Depois, fizeram a gravação e deram prioridade ao cachorro. E o meu filho, se ele tivesse perdido movimento da mão?", questionou.

Mordida do cão deixou marca na criança (Imagem: reprodução/TV A Crítica)

Ele disse que o filho está precisando de acompanhamento psicológico. "Meu filho está com trauma, com sequelas e tem que ter acompanhamento psicológico. Eu gastei muito dinheiro com remédio para ele não ficar com trauma de cachorro e não tenho mais dinheiro para tratar ele", afirmou.

O caso  veio à tona apenas nesta terça-feira (4), quando o vídeo da agressão passou a circular pelas redes sociais. No vídeo, o Marcos aparece arrastando o cachorro, já debilitado pelo espancamento, pelo rabo.

Ele também ameaça a pessoa que filma a agressão. "Se me denunciar, vou entrar dentro da casa. Eu tô falando. Se a polícia for me buscar dentro de casa, eu vou entrar dentro da tua casa e tacar fogo", ameaça.

Scobby passou por cirurgias e deve passar por outros procedimentos. O animal foi adotado.

No dia 23 de julho, intimado a ir até a delegacia, Marcos Amorim assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e agora responderá em liberdade pelo crime de maus tratos a animais silvestres e domésticos.

Publicidade
Publicidade