Publicidade
Manaus
SETOR PRIMÁRIO

Agricultores familiares do AM reivindicam na Sepror investimentos no setor primário

Dentre as exigências estão a facilitação do crédito, a recuperação de ramais e a capacitação técnica para jovens produtores 30/01/2019 às 11:34 - Atualizado em 30/01/2019 às 11:41
Show be597bca 5e1c 4e43 ab1d 243de02596ec 07ecbb75 3cb7 458e aba3 d29ab6164596
Foto: Jair Araújo
Nícolas Daniel Marreco Manaus (AM)

Representantes de 275 mil agricultores familiares cadastrados no sistema público do Amazonas reivindicaram na manhã desta quarta-feira (30) uma lista de investimentos no setor primário na sede da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), em Manaus. Dentre as exigências estão a facilitação do crédito, a recuperação de ramais e a capacitação técnica para jovens produtores.

A presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Amazonas (Fetagri-Am), Edjane Rodrigues, frisou o fomento de políticas sociais nas dez unidades regionais divididas no Estado para o escoamento da produção.

“Uma saída rápida para a consolidação das cadeias produtivas é a relação formal com as associações e cooperativas, que estão bem desorganizadas no interior. Além disso, é preciso urgentemente de subsídios públicos para as sementes, na continuidade da produção independente”, destacou.


Foto: Jair Araújo

A alfabetização técnica de jovens produtores rurais também foi um apelo do setor ao titular da Sepror, secretário Petrúcio Magalhães, que prometeu uma pesquisa aplicada nas cadeias de produção e organizações de fomento para este semestre.

“O Plano Safra de Agricultura Familiar é a prioridade máxima da secretaria, em que os diálogos com as instituições de pesquisa já estão sendo feitos”, declarou.

O andamento final da lei que estabelece o Conselho de Agroecologia e Produção Orgânica, a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de insumos e a redução do desperdício de alimentos perecíveis nas feiras foram destaques citados pelo secretário.

Publicidade
Publicidade