Domingo, 31 de Maio de 2020
ZONA NORTE

Águas de Manaus atende pedido e envia caminhões-pipa para o Monte Horebe

Concessionária começou a enviar caminhões com água para abastecer moradores que ainda permanecem no local, mesmo após a reintegração iniciada na segunda (2)



WhatsApp_Image_2020-03-06_at_19.14.38_E348DC98-1CA3-4D7B-AF71-E153FBFB0262.jpeg Foto: Divulgação
06/03/2020 às 19:00

A concessionária de serviços Águas de Manaus atendeu o pedido da Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) que solicitou, na manhã desta sexta-feira (6), a disponibilização de caminhões–pipa para abastecimento de água para o Monte Horebe, Zona Norte de Manaus. Na última segunda-feira (2), o governo do Amazonas deu início ao processo de reintegração da área.

O pedido foi protocolado pelo titular da Defensoria Pública Especializada em Atendimento de Interesses Coletivos (DPEAIC), Rafael Barbosa, tendo em vista a suspensão do fornecimento de água na localidade que afeta quase 1.300 famílias, de acordo com a DPE-AM.



Segundo o defensor, a concessionária de água suspendeu os serviços desde o início da desocupação. Além da falta de água, os moradores também estão sem energia.  "É dever do Estado garantir que essas famílias tenham esses serviços garantidos enquanto houver famílias morando no lugar. Faz parte do acordo formalizado", disse Barbosa.

Ainda segundo Barbosa, a DPE-AM tem acompanhado o procedimento de desocupação na comunidade desde o início da operação e aguarda explicações das prestadores dos serviços suspensos na localidade. O objetivo é resguardar o direito de moradia dos afetados e velar pelos direitos fundamentais das famílias impactadas. 

A ação de reintegração de posse na comunidade Monte Horebe completa cinco dias nesta sexta-feira (6). Até o momento a desocupação tem ocorrido de forma pacífica. Segundo o governo do Amazonas, as famílias retiradas do local até o momento tiveram atendimento social e direito a soluções de moradia, que serão definidos pela Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) após análises.

Em nota, a concessionária Águas de Manaus  informa que por se tratar de uma área de ocupação, a comunidade não é abastecida por redes regulares de água tratada da concessionária. A suspensão do serviço ocorreu devido a uma falha no serviço de energia elétrica, que consequentemente prejudicou o  fornecimento de água tratada no sistema que abastece regularmente o conjunto Viver Melhor II, onde as redes irregulares estão conectadas.

A concessionária informa que os carros-pipas foram disponibilizados para a comunidade do Viver Melhor, até que o abastecimento fosse normalizado, fato ocorrido às 17h de ontem (5). Desde então, não foram registradas ocorrências de falta d’água na região e o sistema segue operando dentro da normalidade.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.