Publicidade
Manaus
Manaus

Alças de retorno do Complexo Viário Gilberto Mestrinho são liberadas para tráfego

De acordo com o Prefeito de Manaus, Artur Neto, a previsão é que as novas alças reduzem o volume de veículos na rotatória em até 15%, desafogando o trânsito naquela área 21/10/2015 às 15:26
Show 1
As modificações viárias permitem que os motoristas retornem para essas vias sem precisar acessar a rotatória
silane souza ---

As alças de retorno do Complexo Viário Gilberto Mestrinho, no bairro Coroado, Zona Leste, foram liberadas para o fluxo de veículos, que trafegam pelas avenidas Ephigênio Sales e Rodrigo Otávio, no início da tarde desta quarta-feira, 21, pela Prefeitura de Manaus. As modificações viárias permitem que os motoristas retornem para essas vias sem precisar acessar a rotatória. 

De acordo com o Prefeito de Manaus, Artur Neto, a previsão é que as novas alças reduzem o volume de veículos na rotatória em até 15%, desafogando o trânsito naquela área. “É mais um jogo de cintura que faltava a uma grande obra para servir melhor o trânsito de Manaus. Demos flexibilidade a uma obra que não tinha e agora os motoristas têm mais opções”, ressaltou.

Com as novas alças, projetadas pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), os motoristas que estiverem na avenida Ephigênio Sales, sentido Parque 10 de Novembro/Coroado, tem a opção de retornar em direção ao Parque 10 sem a necessidade de entrar na rotatória.

O novo acesso vai facilitar, inclusive, a entrada de veículos da Ephigênio Sales e direção a avenida das Torres.

A alça também vai facilitar o trânsito para os condutores que estiverem na avenida General Rodrigo Otávio, no sentido Japiim/Coroado. Os motoristas que desejarem retornar no sentido Japiim podem fazer o retorno no pé do viaduto, sem circular toda a rotatória.

O prefeito revelou que outras obras parecidas vão acontecer para facilitar o trânsito. Conforme Artur Neto, o objetivo é dá fluidez ao trânsito de carros e diminuir o número de veículos que passam por um determinado local.

“Se não dou saída o motorista é obrigado a percorrer um trecho imenso para voltar ao local que quer ir, mas se dou alternativas, acontece como no Complexo Viário da Torquato Tapajós, onde o trânsito não engata e os carros trafegam como se fosse num autorama”.

Durante essa semana, agentes do Manaustrans vão atuar no local orientando os motoristas. O tráfego das novas alças é permitido apenas para veículos de pequeno porte. Automóveis pesados, ônibus, micro-ônibus, caminhão, entre outros, não poderão circular nos retornos e terão que contornar a rotatória.


Publicidade
Publicidade