Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
transporte

‘Alternativos’ circulam de forma desorganizada e em alta velocidade

Tais situações, conforme denúncias de usuários do sistema, podem ser constatado na avenida Autaz Mirim, principal via do bairro São José, na Zona Leste, onde muitos condutores não respeitam a parada obrigatória permitida somente em pontos de ônibus e simplesmente param onde querem



alter.jpg Muitos condutores não respeitam a parada obrigatória e param onde querem e como querem (Foto: Márcio Silva)
29/05/2016 às 18:57

O transporte alternativo, os chamados “Amarelinhos”, trafegam de forma desorganizada e motoristas em sua maioria conduzem os veículos em alta velocidade, muitas vezes colocando em risco a vida de quem utiliza este tipo transporte diariamente.  

Tais situações, conforme denúncias de usuários do sistema, podem ser constatado na avenida Autaz Mirim, principal via do bairro São José, na Zona Leste, onde muitos condutores não respeitam a parada obrigatória permitida somente em pontos de ônibus e simplesmente param onde querem e como querem.

Mesmo com a desordem e até com algumas irregularidades praticadas pelos condutores deste tipo de transporte, o serviço se tornou essencial para os moradores da Zona Leste e adjacências, é o que relata o mecânico Nato Rodrigues. 
“Geralmente os ônibus coletivos passam lotados e os alternativos acabam sendo nossa única opção para chegar a tempo em nossos compromissos. Apesar das irregularidades e às vezes até com um pouco de falta de respeito, as lotações (alternativos) nos ajudam muito e chegam até ser a nossa única opção de transporte”, disse.

A estudante Vitória Araújo, 16, que estuda Escola Estadual Dr. Isaac Sverner, localizada no bairro São José, utiliza o transporte todos os dias e relata situações que já presenciou. “A maioria dos motoristas não usa cinto de segurança e dirigem em alta velocidade e eu percebo que eles não tem muita atenção no trânsito. Acredito que eles poderiam respeitar e tratar com mais educação os usuários, seria interessante que houvessem mais fiscalizações que poderiam ajudar a organizar melhor este serviço”disse.

Para o aposentado Luiz Santana, 69, a situação é mais complicada, ele conta que a impressão é que os motoristas estão sempre apressados e colocam em risco a vida de várias pessoas. “Além disso, nós que já temos uma certa idade, temos direito a passagem gratuita, mas muitas vezes eu tenho que fazer o sinal para as lotações pararem com o dinheiro aparecendo na minha mão, ou então eles não nos levam. E se levam de graça eles reclamam”, descreveu o aposentado enquanto aguardava a chegada de um dos alternativos.

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) informou que atualmente 260 veículos alternativos estão atuando neste serviço em Manaus. Para inibir as ações, a superintendência disse que a fiscalização ocorre mediante o registro de denúncias diversas, inclusive relacionadas a não atuação dessa modalidade em áreas não autorizadas.

O órgão disse ainda que o serviço de alternativo está sendo legalizado pela atual gestão mediante a realização de uma licitação que deverá selecionar 200 permissionários. Os vencedores da licitação terão de assinar um contrato com o município e ficarão sujeitos a todas as exigências das legislações vigentes.

Sem  a CNH e com lacre rompido

Na última segunda-feira (23) o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) realizou uma fiscalização de veículos e motoristas que atuam no transporte alternativo de passageiros na capital. Na ação de fiscalização, além de irregularidades na manutenção dos veículos, motoristas foram flagrados dirigindo sem a Carteira Nacional de Habilitação e ainda alguns veículos com o lacre de segurança da placa rompido.

Ao todo, 23 micro-ônibus foram apreendidos e 56 autos de infração foram aplicados. Dos veículos que foram apreendidos, boa parte já estão em trâmites de regularização, os responsáveis já compareceram ao Detran e estão se regularizando de acordo com as exigências.
 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.