Publicidade
Manaus
CRIME

Aluna é suspeita de matar próprio cachorro e retirar coração para ‘experimento’

A vereadora Joana D'arc recebeu a denuncia do caso por uma colega da jovem. A meta é que nesta quinta-feira (25) seja registrado um B.O na Delegacia Especializada em Meio Ambiente (DEMA) 24/05/2017 às 18:42 - Atualizado em 25/05/2017 às 10:25
Show cora  o valendo0333
(Foto: Reprodução/Facebook)
acritica.com Manaus (AM)

Um caso envolvendo uma aluna de medicina veterinária tem gerado grande repercussão nas redes sociais. A suspeita é que a universitária tenha matado o próprio cachorro para estudar os órgãos dele. O caso foi confirmado pela vereadora e presidente da ONG Pata Manaus, Joana D’arc, na tarde desta quarta-feira (24).

A vereadora recebeu a denúncia do caso por uma colega da jovem. Segundo ela, a meta é que no início da manhã desta quinta-feira (25) seja registrado um Boletim de Ocorrência (B.O) na Delegacia Especializada em Meio Ambiente (DEMA) da Polícia Civil.

“Hoje fui informada sobre essa situação. Uma aluna divulgou na sua página do Facebook que após a morte do cachorro tinha tirado o seu coração. Procurei o perfil horas depois, mas a suspeita tinha apagado todas as contas”, explicou a vereadora.

Conforme a vereadora, existem relatos de colegas da aluna que a mesma teria tirado a vida do cachorro com uma faca e depois retirado o coração. “Já temos relatos que ela teria matodo o cachorro, pois tinha divulgado no WhatsApp um vídeo mostrando todas as ações para os amigos. Mas por conta da grande repercussão que o caso tem gerado, ela pediu que apagassem”, disse.

A vereadora acrescenta que “o experimento” com animais precisa ser autorizado. “Recebemos um print da publicação da jovem. Com o post, a estudante pode responder por experimento ilegais de animais, porque tudo precisa ser autorizado. Vamos averiguar sobre a morte do animal, o delegado da Dema vai fazer as investigações”, completou Joana.

A vereadora acrescentou ainda que qualquer nova denúncia do caso pode ser encaminhada. “Repudiamos qualquer atitude dessa. Peço que aqueles que souberem de novas informações sobre o caso nos informem”, finalizou.

Publicidade
Publicidade