Publicidade
Manaus
ORGULHO

Aluno de Manaus é 1º surdo a representar o AM no Parlamento Jovem Brasileiro

Rodrigo Correa Braga, de 21 anos, vai participar do projeto que oferece aos jovens do ensino médio a possibilidade de vivenciar o processo político através da participação como jovens deputados em Brasília 16/08/2018 às 07:03 - Atualizado em 16/08/2018 às 08:53
Show aluno surdo parlamento 47d21627 c08d 4674 a980 785f42346b6f
Foto: Jair Araújo
Karol Rocha Manaus (AM)

Tudo começou com uma ideia, ou melhor, um projeto de lei. Dentre 57 projetos elaborados por alunos da rede pública de ensino de todo o Estado, o projeto de Rodrigo Correa Braga, de 21 anos, foi selecionado. Ele, que estuda na Escola Estadual Desembargador André Vidal de Araujo, no Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, é o primeiro aluno com deficiência auditiva a participar do Projeto Parlamento Jovem Brasileiro representando o Amazonas, entre os dias 1° a 5 de outubro em Brasília.

O projeto de lei escrito pelo jovem tem como objetivo oportunizar os deficientes auditivos do Brasil - os estudantes do ensino médio das redes públicas - o direito de aprenderem idiomas como a lingua inglesa e espanhola na linguagem de sinais.

Com a ideia, Rodrigo vai poder vivenciar o dia-a-dia de um parlamentar na Câmara Federal, sendo um deputado e com isso, discutir e defender suas ideias no plenário. Quem acompanha de perto o aluno é o professor dele e intérprete, Cláudio Luís Saraiva, de 45 anos. Ele ressalta que o projeto também propõe o intercâmbio cultural dessas deficiências.

“Com o ensino de idiomas por meio das linguagens de sinais será possível esses deficientes se qualificarem, trocarem de experiências com surdos de outros países, e também abre as portas para empregos tanto aqui no Brasil quanto no exterior”, comenta.

Segundo o professor, essa conquista vem para mostrar que qualquer pessoa é capaz de elaborar melhorias para o Estado no qual vive. “Na história, eles eram excluídos e até foram mortos por serem deficientes auditivos. Grandes filósofos como Sócrates e Aristóteles pregavam que os surdos eram seres irracionais. Hoje, os deficientes auditivos mostram que eles são capazes de ocupar espaços dentro da sociedade”, explica o professor Saraiva, que possui 25 anos de experiência no ensino de surdos, e se sente orgulhoso pelo destaque do aluno.

Expectativa

Questionado sobre a expectativa, Rodrigo Correa diz que vai lutar com unhas e dentes para que seu projeto tenha visibilidade. “Para mim foi uma grande surpresa, estou muito feliz. Todos da minha família ficaram emocionados. Vamos rumo à Brasília, espero que as minhas propostas sejam aceitas e quem sabe virar lei”, comentou o estudante.

Orgulho de mãe

A mãe de Rodrigo,  Adenaide Correa, 45, encara a oportunidade como superação. “Ele é um menino muito inteligente e espero que seu sonho seja realizado”, conta a genitora, cheia de orgulho de seu filho ter sido selecionado para o evento.

Vivenciando política e democracia

O projeto Parlamento Jovem Brasileiro é realizado desde 2005 em todo o País, e tem como objetivo oferecer aos jovens do ensino médio das escolas públicas a possibilidade de vivenciar o processo político e democrático, através da participação desses estudantes, como jovens deputados, em uma jornada parlamentar. Para participar, os interessados criaram um projeto de lei que ajuda a resolver problemas cotidianos da sociedade.

O Amazonas participa todos os anos, mas neste, será a primeira vez que um aluno da rede estadual com deficiência auditiva representa o Estado com seu projeto de lei, em Brasília. Foram selecionados, ao todo, 78 projetos.

Os selecionados vão viajar com todas as despesas custeadas pela Câmara dos Deputados, para apresentar seus projetos de lei e vivenciar uma semana do trabalho dos deputados federais.

Publicidade
Publicidade