Terça-feira, 24 de Setembro de 2019
EDUCAÇÃO ESPECIAL

Alunos com deficiências expressam emoções em Concurso de Desenhos

O objetivo do concurso é fazer com que o aluno expresse suas vivências e conhecimentos adquiridos por meio da elaboração de desenhos



aaaaaaaaa.JPG (Foto: Lton Santos/ Semed)
21/07/2017 às 15:42

Alunos da Educação Especial de 43 escolas municipais participam, durante toda esta sexta-feira (21), do 2° Concurso de Desenhos promovido pela Gerência de Educação Especial (GEE), da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A ação, que acontece no Parque Municipal do Mindu, no Parque 10, zona Centro-Sul de Manaus, é voltada para estudantes com deficiência da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O objetivo do concurso é fazer com que o aluno expresse suas vivências e conhecimentos adquiridos por meio da elaboração de desenhos. A programação começou ainda pela manhã e se repete a tarde. Os alunos têm 30 minutos para fazer o desenho em tema livre. A ilustração escolhida em primeiro lugar será utilizada na capa do convite da "Semana da Pessoa com Deficiência", que acontece de 21 a 28 de agosto, e que será encerrada com o Workshop de Práticas Pedagógicas.  

Para a gerente da GEE, Reni Formiga, escolher o desenho de um aluno da Educação Especial é mostrar para a sociedade a capacidade desses estudantes, bem como estimulá-los. “É importante que o desenho do convite seja elaborado por eles (alunos), que possamos mostrar para a sociedade a capacidade dos nossos alunos e elevar a autoestima dessas crianças”, afirmou Reni.  

Os desenhos são avaliados por três servidoras da Semed. Durante a avaliação, são considerados como critérios: criatividade, imaginação, originalidade, impacto visual e mensagem com pontuação de 0 a 2. A professora aposentada, Rosiana Paiva, que também trabalhou com  alunos deficientes, avalia o desenho de acordo com a realidade que vive o aluno. “É necessário levar em consideração a deficiência do aluno e o que ele consegue atingir, por meio do desenho”, destacou.

 No concurso, todas as modalidades de ensino são classificadas em 1º, 2º e 3º lugar, porém todos os alunos serão premiados com medalhas para incentivar a participação.  Para Nivia Reis, mãe do aluno Williams Reis, 16, estudante da Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, com a síndrome do espectro do autismo e que ganhou em 2º lugar no concurso pela manhã, a atividade é uma forma de valorizar e incentivar a participação das crianças nas ações da escola e da secretaria. “Eu fiquei muito feliz com o desempenho dele (Williams). Ele gosta muito de desenhar e ver meu filho se socializando com outras crianças é um incentivo para mim também”, comentou Nívia, orgulhosa do filho.

 Para a professora, Marlene Nogueira, da Escola André Vidal, esse é o momento do aluno mostrar o potencial que tem. “O desenho é um dos melhores meios de as crianças mostrarem suas habilidades e  potencialidades”, comentou.

*Com informações da assessoria de comunicação.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.