Publicidade
Manaus
Manaus

Alunos de escola pública denunciam falta de estrutura dentro de sala de aula

Além de problemas relacionados a estrutura, alunos reclamam do descaso com a merenda escolar e o ensino fornecido. Em dias de chuva, alunos tentam sem proteger com guarda-chuvas para escapar das "goteiras" 01/11/2013 às 19:21
Show 1
Alunos são obrigados a se proteger com guarda-chuva dentro de sala de aula
OSWALDO NETO Manaus (AM)

Vítimas da estrutura comprometida das salas de aula da rede pública, estudantes da Escola Estadual Maria de Lourdes Rodrigues Arruda, localizada no bairro Alvorada, Zona Oeste de Manaus, tem sofrido com os fortes temporais que atingiram a capital nos últimos dias. Em registros feitos por eles próprios, a falta de proteção do telhado causa infiltrações e “goteiras” no ambiente, obrigando-os, inclusive, a se proteger com guarda-chuvas.

Segundo uma aluna de 15 anos que preferiu não se identificar, as imagens foram registradas durante o temporal dessa quinta-feira (31). De acordo com ela, o diretor identificado somente como “Pedro” e os professores contam para os alunos que existe uma solicitação de reforma para a escola há três anos, porém nada foi executado.

Em entrevista, ela também revelou o transtorno que é estudar em dias de chuva e de calor. “Os alunos que sentam na frente usam guarda-chuva para proteger os materiais, já que nessa parte tem muita goteira. Quando está muito quente, ficar dentro de sala de aula fica insuportável porque os condicionadores de ar não funcionam”, conta.

Além de todos os problemas enfrentados pela escola, a aluna diz que também é comum a falta de água e merenda escolar. “Diversas vezes fomos liberados mais cedo por conta desses problemas. Precisamos de mudanças urgentes para a nossa escola”.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) reconheceu que a escola sofreu vários estragos causados pelas fortes tempestades e, por conta disso, uma equipe técnica já foi acionada para avaliar os danos e tomar providências imediatas. Após a avaliação dos técnicos, a Escola Estadual Maria de Lourdes Rodrigues Arruda deverá entrar no cronograma de obras do Governo do Estado.

Publicidade
Publicidade