Publicidade
Manaus
Manaus

Alvorada completa 46 anos e moradores aproveitaram para pedir ‘presentes’ do poder público

Moradora do bairro há 30 anos, a dona de casa Luísa Melo, 60, cobra mais segurança. "Se eu tivesse que pedir um presente de aniversário para o Alvorada, seria reforço na segurança” 07/06/2015 às 20:01
Show 1
O bairro Alvorada completa 46 anos com uma história marcada por conquistas
Adália Marques ---

O bairro da Alvorada, localizado na Zona Centro-Oeste, é um dos principais pontos comerciais da cidade e, em 2015, completa 46 anos com uma história marcada por conquistas testemunhada por moradores como o aposentado Francisco Rodrigues Honorato, 63,  morador  da avenida J, a principal do bairro, desde sua fundação.

“Quando eu cheguei aqui não tinha nada. Onde tem esses pontos comerciais hoje, eram só casas de barro, outras de madeira, cobertas com palhas. Era a cidade das palhas. Sempre foi muito bom morar aqui. Aí a cidade cresceu, chegou o asfalto, e já não se pode mais dormir de janela aberta, porque junto com o desenvolvimento, veio a violência, o perigo”, relatou.

Problemas à parte, o último final de semana foi de festa, com uma grande festa que levou muita música, animação e ainda a escolha da Garota do Alvorada 2015 para as ruas do Alvorada 1, no sábado, e Alvorada 2, no domingo.

Além de comemorações, os moradores aproveitaram para pedir presentes para o poder público. Moradora do bairro há 30 anos, a dona de casa Luísa Melo, 60, cobra mais segurança. “Não basta apenas passar carro da polícia, tem que manter policiais na área, porque aqui é muito movimentado, é ponto comercial. Se eu tivesse que pedir um presente de aniversário para o Alvorada, seria reforço na segurança”.

Ela também cobra reforço na saúde, uma vez que as poucas unidades de saúde que atendem o bairro vivem lotadas. E aí a lista de presentes aumenta. “Bom seria ganhar um pronto socorro de presente no Alvorada 2”, disse.

Para a industriária Rosinéia Cavalcante, 37, também falta atenção para a saúde e policiamento. Mas ressalta os serviços e facilidades de morar no bairro. “Aqui tem Correios, loteria, banco, feira, a rua é bem asfaltada, quando aparece buraco a prefeitura remenda logo. Moro aqui há 30 anos e, em comparação aos outros bairros, estamos muito bem, sem falar que é perto do Centro, é bem localizado e tem ônibus para tudo quanto é canto de Manaus”.

Já para dona Maria Costa, 42, no Alvorada ainda faltam saneamento básico e atrativos culturais. Apesar de contar com algumas quadras, para ela, o lazer atende apenas o esporte. “O melhor presente seria bom um espaço diversificado que atendesse a toda família”. 

Copa do Mundo

O bairro do Alvorada ficou mundialmente conhecido durante a Copa do Mundo por conta de uma tradição dos moradores: enfeitar as ruas. Durante o mundial realizado em Manaus, a rua 3 do bairro Alvorada 1 foi uma das mais enfeitadas de Manaus, atraindo turistas de todo o mundo e muitos manauaras, que visitaram a rua para fotografar os enfeites.

Outro destaque do bairro é a escola de samba Unidos do Alvorada,  uma das mais tradicionais da cidade, que em 2013 homenageou um “filho” ilustre na avenida, com o enredo “Arrocha Alvorada!”, com a presença do campeão  do Ultimate Fighting Championship (UFC), José Aldo.

Publicidade
Publicidade