Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020
AVANÇO DO MOSQUITO

Amazonas registrou 2,8 mil casos prováveis de dengue em 2019

Manaus, Tabatinga, Barcelos, Benjamin Constant, e outras Outras 13 cidades entraram na lista de 'alerta' para casos relacionados da doença. Mais de 1,5 milhão de notificações da doença foram registradas no Brasil



44047949420_111dcfe6c0_c_69C9849A-184B-4DA2-9E26-F19B4D710D37.jpg Foto: Arquivo AC
17/01/2020 às 08:34

Ao menos 2,8 mil casos prováveis de dengue foram registrados no Amazonas em 2019. Os dados são do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado nessa quinta-feira (16). Os casos de chikungunya computaram 103 notificações e de zika foram 62. O Ministério da Saúde (MS) aponta que no Brasil foi registrado mais 1,5 milhão de casos prováveis de dengue, no último ano. No período, 754 óbitos foram confirmados. 

A maior incidência de casos da doença ocorreu na região Centro-Oeste. Foram mais de 1,3 mil casos por 100 mil habitantes. Em seguida, estão as regiões Sudeste, com 1,1 mil casos, e o Nordeste, com 372 casos por 100 mil habitantes, de acordo com o Boletim do MS.



Os municípios de Tefé e São Gabriel da Cachoeira foram classificadas pelo Levantamento Rápido de Índice de Infestação pelo Aedes aegypti como sendo de 'alto risco' para surto das doenças transmitidas pelo mosquito. Manaus, Tabatinga, Barcelos, Benjamin Constant, e outras Outras 13 cidades, alcançaram o índice de 1% ou superior, o que indica  que entraram na lista de 'alerta'.

Para mais informações, clique aqui e saiba como combater o Aedes aegypt  

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.