Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
TRANSPORTE ALTERNATIVO

'Amarelinhos' anunciam paralisação nesta terça-feira (3) por falta de diesel

Cooperativas dizem estar sem dinheiro para combustível, por falta de repasse da quantia referente ao Sistema de Bilhetagem Eletrônica. Paralisação está prevista para 17h



Capturar_873F6625-C1FB-453D-8210-3DB954EADF1D.JPG Foto: Junio Matos/A Crítica
03/09/2019 às 15:45

As cooperativas do transporte alternativo de Manaus que atendem as Zonas Norte e Leste da cidade, anunciaram a paralisação total da frota a partir das 17h desta terça-feira (3). Segundo os representantes, os pagamentos estão atrasados desde o dia 12 de agosto, totalizado R$ 2,4 milhões. De acordo com eles, os atrasos ocorrem por conta da falta de repasse das quantias do Sistema de Bilhetagem Eletrônica.

O dinheiro corresponde a 70% da arrecadação dos alternativos. Sem ele, segundo o presidente da Cooperativa de Transportes Alternativos (Cooptram), Venícius José de Araújo, os microônibus ficarão sem combustível.



“Nós estamos sem receber há 3 semanas e as cooperativas dependem desse repasse porque compramos o disel com o prazo de dois dias para pagar e o que nós tínhamos em estoque já está acabando e não teremos como repor”, relatou.

Segundo ele, sem o dinheiro, não há como manter os "amarelinhos" nas ruas. "O que nós ficamos não há com manter os microônibus na rua. Vamos parar não por simplesmente querer fazer grave, mas sim porque estamos sem condições de rodar. Não tem como operar sem a manutenção dos carros e sem combustível", explicou.

A reportagem tenta contato com a Prefeitura de Manaus. Assim que a prefeitura responder sobre a falta de repasse às cooperativas, o posicionamento será incluído neste material.

Entenda o caso

Um decreto assinado pelo prefeito Arthur Neto (PSDB) no dia 6 de agosto, passou a direcionar os recursos do vale-transporte, passe estudantil e outros cartões usados no Sistema de Bilhetagem Eletrônica, do transporte coletivo da cidade, para uma conta bancária da prefeitura. A medida, segundo a administração, visa o pagamento do salário dos operadores do sistema e foi tomada às vésperas da greve dos rodoviários e após a intervenção nas empresas.

>>> Leia mais: Decreto repassa renda do transporte coletivo pra conta da Prefeitura de Manaus


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.