Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
alternativos.JPG
publicidade
publicidade

LIBERADOS

'Amarelinhos' circulam em toda a cidade para suprir falta de ônibus, diz SMTU

Segundo o órgão, 249 Alternativos e mais 259 Executivos estão nas ruas para tentar minimizar o impacto da paralisação total dos rodoviários


01/06/2018 às 12:31

A cidade de Manaus está sendo atendida por pouco mais de 500 ônibus Alternativos e Executivos, de acordo com informações do diretor de transporte da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Major Robson Falcão.

De acordo com ele, são 249 ônibus Alternativos, os “Amarelinhos”, e 259 Executivos, que foram autorizados pela Prefeitura de Manaus a circular em todas as zonas da cidade. A medida foi tomada para minimizar a falta dos ônibus das empresas que operam o sistema de transporte público, que estão todos recolhidos às garagens neste quarto dia de greve.

publicidade

Falcão é um dos integrantes do comitê de gerenciamento de crise instaurado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). Desde às 4h desta sexta-feira (1º), representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Detran e SMTU, entre outros órgãos, estão reunidos no local monitorando a situação das principais vias.

De acordo com o chefe do CICC, major Juan Morillas, estão sendo feitas reuniões de hora em hora para acompanhar a situação das vias. O monitoramento é feito por telões, que exibem em tempo real as imagens das câmeras de segurança espalhadas pela cidade. Segundo ele, não houve nenhuma grande ocorrência além dos transtornos causados no Centro de Manaus.

Uma nova reunião de avaliação deve ser feita às 13h.

publicidade
publicidade
Rodoviários ameaçam realizar nova greve nos próximos dias em Manaus
Representantes temem demora do governo na análise sobre perdas salariais
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.