Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019
Manaus

Amazonas já conta com 19 casos suspeitos de Zika vírus, sendo duas em gestantes, confirma FVS

 A informação foi confirmada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) e enviada, na manhã desta quinta-feira (10), à Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). No entanto, todos os casos ainda estão à espera dos resultados dos exames laboratoriais para serem confirmados



1.jpg O Zika vírus é da mesma família da Dengue e da Febre Amarela, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti
10/12/2015 às 13:47

O Amazonas já tem 19 casos suspeitos de Zika vírus, doença transmitida pelo Aedes aegypti e que pode estar por trás do aumento de casos de microcefalia, principalmente no Nordeste do País. A informação foi confirmada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) e enviada, na manhã desta quinta-feira (10), à Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

De acordo com o diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, todos os casos ainda estão à espera dos resultados dos exames laboratoriais, sendo que, dos 19 notificados, duas suspeitas são em mulheres grávidas que estão na fase final da gestação. Ele também destacou que, até o momento, o Estado tem apenas um caso de Zika vírus confirmado, cuja transmissão foi autóctone (interna).



Albuquerque disse que entre os casos suspeitos, a transmissão do Zika vírus pode ter sido tanto autóctone quanto “importada” (quando o doente foi infectado fora do Estado e retornou para cá com o vírus). “Nós temos referência de viagem, mas temos suspeitos com permanência em Manaus, inclusive os dois casos envolvendo as grávidas, que são da capital”, declarou.

Nesta quarta-feira (9), o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, anunciou que além do decreto do Estado de Emergência, no último dia 4, a prefeitura irá montar em parceria com o Governo do Estado um “quartel general” no Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs), no bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul.

O “quartel”, de acordo com o secretário, será para o monitoramento dos dados epidemiológicos de casos notificados e confirmados e início imediato de medidas emergenciais, como o bloqueio químico e mecânico para evitar que o Aedes aegypti  transmita o vírus a outras pessoas.

Sintomas

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), inicialmente, os sintomas do Zika vírus podem ser confundidos com uma simples gripe, provocando: Febre, entre 37,8°C e 38,5°C; Dor nas articulações, principalmente das mãos e pés; Dor nos músculos do corpo; Dor de cabeça, que se localiza principalmente atrás dos olhos.

Os sintomas são semelhantes aos da dengue, porém, conforme a Semsa, o Zika vírus é mais fraco e, por isso, os sintomas são mais leves e desaparecem entre 4 e 7 dias. No entanto, é importante ir ao médico para confirmar se realmente está com Zika.
 
O zika vírus não é contagioso, e por isso não passa de uma pessoa para outra. A única forma de pegar esta doença é sendo picado pelo mosquito. No entanto, se um mosquito que não tem o zika vírus picar uma pessoa que está com zika, ele é contaminado e começa a passar a doença para outras pessoas através de sua picada.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.