Segunda-feira, 10 de Maio de 2021
DIAGNÓSTICO

Amazonas teve recorde de PCRs positivos no último dia de 2020

Registros de casos positivos de Covid-19 em exame que detecta o vírus ativo no organismo - e em fase de transmissão - foi o mais alto no dia 31 de dezembro, empatando com número de 9 de maio



PCR_31D35D43-C008-4190-A981-A32B831C81CF.jpg
04/01/2021 às 17:19

O Amazonas registrou, no último dia do ano de 2020, o maior número de diagnósticos de novos casos positivos de Covid-19 via exame RT-PCR, o mais efetivo para identificar a doença ativa no organismo de um paciente. Foram 448 resultados positivos, segundo os dados da Fundação de Vigilância em Saúde. O Amazonas já tem mais de 202 mil casos confirmados, com mais de 5.300 mortos e está com as atividades não-essenciais fechadas por conta de decisão judicial.

A marca alarmante é a mesma registrada no dia 9 de maio, quando o Amazonas vivia o ápice da pandemia na primeira onda e também teve 448 resultados positivos via RT-PCR.  O segundo dia com a maior quantidade de registros via PCR foi no dia 13 de maio, quando foram registrados 425 casos novos pelo exame.R



Ao contrário dos testes sorológicos - entre os quais o teste rápido -, onde é feita a coleta de sangue e a  busca por anticorpos, o RT-PCR é um teste molecular, que detecta o material genético do vírus SARS-CoV-2 - ou seja, o vírus ativo no corpo. Nestes casos, o paciente pode transmitir a doença para outras pessoas, ainda que esteja assintomático.  A coleta é feita por meio de um swab - uma espécie de cotonete  - inserido nas narinas e é recomendada que seja feita entre o 3o e 7o dia de sintomas.

Os últimos dias do ano de 2020 trouxeram ainda os dois dias com maior realização de exames RT-PCR durante todo o período de pandemia no Amazonas.  Os dias 24 e 31 de dezembro - véspera de Natal e Réveillon - foram os dois únicos dias do ano com mais de mil exames de RT-PCR realizados. O dia 24 teve 2038 exames realizados - 187 positivos  e 1851 negativos -, o recorde absoluto do ano.  No dia 31, foram 1291 testes feitos,  sendo 448 positivos e 843.

O 'boom' dos exames moleculares acontece no mesmo momento que o sistema de saúde da capital enfrenta um novo colapso. Hoje, em coletiva de imprensa, a Fundação de Vigilância em Saúde admitiu que o Amazonas está em uma fase roxa da pandemia, a mais grave desde o início dos casos no Estado. Não há mais vagas nos hospitais privados da cidade e o governo do Estado busca ampliar os leitos nos hospitais públicos, que já veem suas UTIs de Covid-19 85% ocupadas, segundo os números oficiais.

News whatsapp image 2019 06 22 at 17.28.20 a187bead 9f3c 42a6 86d0 61eb3f792e97
Jornalista de A CRÍTICA
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.