Publicidade
Manaus
Mudanças

Amazonas vai perder seis agências do Banco do Brasil em reorganização instucional

Medidas do BB para economizar R$ 750 milhões vão afetar rede no Estado; três agências serão fechadas e outras três vão virar postos de atendimento 21/11/2016 às 08:56 - Atualizado em 21/11/2016 às 14:04
Show img0017355191
Banco do Brasil ainda não especificou as agências que serão fechadas no Amazonas (Foto: Arquivo AC)
acritica.com* Manaus (AM)

O Banco do Brasil irá fechar três agências no Amazonas e transformar outras três em postos de atendimento. A mudança no Estado faz parte do conjunto de medidas anunciado pelo banco neste domingo para tentar economizar R$ 750 milhões.

Em âmbito nacional, serão fechadas 31 superintendências regionais, 402 agências e na transformação de outras 379 em postos de atendimento bancário. Em outubro, o BB já havia iniciado o encerramento de outras 51 agências.

Com o fechamento de três agências, e a mudança de outras três para postos de atendimento, a rede de atendimento do BB no Amazonas passará a ter 42 agências, seis a menos que hoje, e 24 postos de atendimento, três a mais que o número atual.

VEJA A LISTA DAS AGÊNCIAS QUE FECHAM AS PORTAS

De acordo com o BB, a mudança de agência é automática. Os clientes não precisam fazer qualquer procedimento adicional e podem manter seus cartões e senhas para transações na nova agência, mesmo que haja alteração no número da conta.

Aposentadoria voluntária

Além do fechamento das agências, medida que vem sendo chamada pelo banco de "reorganização institucional",  o BB identificou, no país, 18 mil servidores  que podem aderir ao Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada. Neste cenário, será concedido incentivo de desligamento correspondente ao valor de doze salários, além de indenização pelo tempo de serviço, que varia de 1 a 3 salários, a depender do tempo de Banco (entre 15 e 30 anos completos).

Conforme o órgão, no Amazonas, dos 733 funcionários, 52 fazem parte do público-alvo da medida de aposentadoria.

Novo perfil

De acordo com o banco do Brasil, a "reorganização institucional" tem como meta ampliar o investimento no atendimento digital e aumentar a eficiência operacional.

A estratégia de ampliação do atendimento por canais digitais prevê a abertura, ainda em 2017, de mais 255 unidades de atendimento digital, entre escritórios e agências digitais, que irão se somar às 245 já existentes. Essas unidades digitais já atendem a 1,3 milhão de clientes, com expectativa de chegar a 4 milhões até o final de 2017.

No BB, as transações bancárias realizadas em canais de atendimento físicos estão em forte redução. O aplicativo do Banco para celular já conta com 9,4 milhões de clientes que realizam cerca de 1 bilhão de transações bancárias por mês, ou 40% do total. Outros 27% são realizadas pela internet. A expectativa do BB é que o número de clientes que utilizam o aplicativo para celular chegue a 15 milhões até dezembro do próximo ano.

Publicidade
Publicidade