Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
bolsonaro_B3B55C9E-919B-4E25-A167-A9F25F98D5A9.JPG
publicidade
publicidade

ANTECIPAÇÃO

AM vai receber 1 milhão de vacinas contra H1N1 no final de semana, diz Bolsonaro

Previsão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, é de que vacinação no Estado comece na próxima segunda-feira (18)


14/03/2019 às 18:30

O Amazonas deve receber neste final de semana 1 milhão de doses da vacina contra a gripe H1N1. A informação foi divulgada, nesta quinta-feira (14), pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSC), e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante transmissão ao vivo feita na página oficial do chefe do Executivo brasileiro no Facebook.

"Hoje o presidente deu o toque final para viabilizar a logística e mandar lá para o Amazonas. Eu acho que até a secretaria estadual receber e distribuir, capaz de, neste final de semana, segunda-feira, a gente estar vacinando, primeiro, gestantes e crianças, que é o grupo de risco principal, depois o público-alvo", afirmou Mandetta na live.

O Amazonas vive um surto de gripe H1N1. Subiu para 96 o número de pessoas infectadas com o vírus da Influenza A (H1N1), conforme a edição nº 08 do Boletim Epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Estado do Amazonas, divulgado nesta quarta-feira (13), pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). Um aumento de 5 casos positivos para a infecção em relação ao último informe, divulgado na segunda-feira (11).

Ainda segundo o boletim da FVS, foram notificados 509 casos da Síndrome Gripal Grave (SGG), dos quais 57, também são positivos para o Vírus Sincicial Respiratório (SRV).

“Este ano a gente antecipou (a vacinação) no caso do Amazonas. A nossa campanha ela vai começar no tempo normal, ela estava marcada para 20 de abril. A gente já tinha antecipado o cronograma para a região Sul, mas houve uma atípia no Amazonas, um número muito grande, com muitos óbitos. Então o presidente pediu para somarmos esforços. Eu agradeço ao Butantã, que é quem prdozu essas vacinas. Nós conseguimos antecipar aí em quase um mês”, afirmou o ministro da Saúde.

 

 

Não houve registro de novos óbitos por H1N1, conforme o último boletim da FVS, permanecendo o total de 24 mortes pelo Estado - 20 em Manaus, duas em Manacapuru, uma em Parintins e uma em Itacoatiara. Outros seis óbitos foram confirmados por Vírus Sincicial Respiratório, sendo cinco de Manaus e um de Borba, além de um óbito em Manaus por Parainfluenza tipo 3.

Na transmissão, Bolsonaro comentou que as vacinas serão entregues à Secretaria Estadual de Saúde (Susam) com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB).

“A previsão é daqui 30 dias começar uma vacinação em massa sobre gripe aqui no Brasil, mas um problema que se antecipou lá no Estado do Amazonas, em função do número grande de pessoas que contraíram a gripe. A partir de segunda-feira, 1 milhão de novas vacinas são direcionadas para Manaus, obviamente, para distribuição em todo Estado, com a participação da nossa Força Aérea Brasileira”, disse o presidente.

No último dia 25 de fevereiro, o Governo do Estado informou que já havia uma negociação para a antecipação da Campanha Nacional para março, ao invés do mês de abril.

"A prioridade serão as pessoas em grupo de risco, que são bebês, idosos, grávidas, mulheres até 45 anos em resguardo, pessoas com doenças crônicas, trabalhadores da saúde, da educação e do sistema prisional, detentos de unidades prisionais e indígenas’’, disse a diretora-presidente  da  Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Rosemary Costa.

publicidade
publicidade
Bolsonaro promete enviar ao Congresso projeto que classifica invasões como terrorismo
Educador indígena da rede estadual lança livro sobre a vida Munduruku
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.