Publicidade
Manaus
AJUDA

Amazonense que mora na Irlanda fica em coma induzido após sofrer grave acidente

Amigos pedem doações para custear a recuperação de Thames Aline, 30, que foi atingida por um carro quando andava de bicicleta ao sair do expediente, no dia do aniversário do esposo 06/06/2018 às 14:37 - Atualizado em 06/06/2018 às 15:12
Show amazonense na irlanda 2
Thames viajou para a Irlanda em 2016 como estudante, mas acabou casando no país (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

A amazonense Thames Aline Tavares, de 30 anos, foi vítima de um grave acidente de trânsito ocorrido na última sexta-feira (1º) na cidade de Dublin, capital da Irlanda, onde mora desde 2016. Natural de Maués, a mulher, que trabalha como encarregada em uma lavanderia industrial, sofreu múltiplas fraturas ao ser atingida por um carro em alta velocidade quando andava de bicicleta pela cidade, após ter saído do expediente. Tudo aconteceu no dia do aniversário do esposo dela, o irlândes Dean Pepper.

Agora, para custear a recuperação da moça, que se encontrava em coma induzido em um hospital público de Dublin, amigos iniciaram uma campanha para arrecadar doações.

Segundo um amigo da vítima, o analista químico brasileiro Rafael Campos, 28, que também mora na Irlanda – mas se encontra no Brasil por conta de férias –, Thames saiu do trabalho com destino à academia, como faz de forma rotineira. Entretanto, em um cruzamento, ela acabou sendo atingida por um veículo em alta velocidade. 

“O trânsito na Irlanda é muito tranquilo, por isso as pessoas andam de bicicleta. Ela estava saindo do trabalho e ia para academia. Estava fazendo o cruzamento, porque a preferência ela dela, quando veio uma motorista em alta velocidade. A mulher não conseguiu parar e o acidente foi muito feio. Não sei de fato se foi um choque frontal, mas a colisão jogou a Thames para frente”, relatou.

O amigo da amazonense conta ainda que, após o acidente, Thames foi logo atendida por um serviço de emergência do país. “Uns amigos brasileiros que trabalham com ela viram o que tinha acontecido e avisaram para a família. Ela teve fraturas nos dois braços, pernas, pelve, vértebra e teve perfuração no pulmão. Os médicos falaram que não existe risco de morte. Agora já passou da fase do coma induzido e estamos apenas esperando o corpo reagir. O esposo, a família do esposo e os amigos brasileiros estão a acompanhando no hospital. Até agora ela não acordou”, explicou Rafael.

Para fazer com que a mãe de Thames conseguisse viajar para a Irlanda acompanhar a filha no hospital, os amigos mais próximos da amazonense também desenvolveram uma campanha para arrecadar doações. A ação deu tão certo que a mãe da moça embarcou para Dublin nessa segunda-feira (4).

“Lançamos uma ‘vaquinha’ e em apenas dois dias conseguimos doações de 438 pessoas. A mãe da Thames, que reside no Amazonas, viajou na segunda para a Irlanda. Mas a campanha vai continuar, porque a família vai precisar de dinheiro. Será feito um gasto depois com alimentação e fisioterapia”, contou.

Rafael, que conhece Thames desde 2009, após se encontrarem na cidade de Maués, reforça o pedido para que as pessoas continuem fazendo doações. “Na sexta-feira, os médicos falaram que seria necessário amputar uma das pernas dela, porque (eles) não estavam encontrando fluxo sanguíneo no membro. No momento da cirurgia, a Thames teve um ataque cardíaco e os médicos precisaram parar o procedimento e reanimá-la. Um dia depois, por um milagre, o médico encontrou fluxo na perna e não foi mais necessária a retirada. Eu estou aqui no Brasil, mas volto para a Irlanda no dia 18. Nós dois fomos para lá como estudantes, mas depois ela acabou casando. Somos muitos amigos. Peço a colaboração de todos com as doações”, completou Rafael.

Os interessados podem fazer as doações por meio do Site gofoundme

Publicidade
Publicidade