Publicidade
Manaus
FIM DA NOVELA

Amazonino Mendes assume o Governo e anuncia novo secretariado

Empossado na Assembleia Legislativa após batalha jurídica, Amazonino disse que momento é de "arregaçar as mangas, lutar e trabalhar" 04/10/2017 às 11:30 - Atualizado em 04/10/2017 às 17:03
Show whatsapp image 2017 10 04 at 11.29.19
(Foto: Clóvis Miranda)
acritica.com Manaus

Amazonino Mendes já é o novo governador do Amazonas. Ele foi empossado em cerimônia breve, realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), após duas decisões judiciais que garantiram o ato.

A cerimônia foi comandada pelo presidente da ALE-AM, Abdala Fraxe (Podemos), autor de uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) que pede a suspensão da posse de Amazonino até que o julgamento de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade em tramitação no órgão.

Em seu primeiro discurso como governador, Amazonino destacou o fato de ser reconduzido ao Governo do Estado, pela quarta vez, por vontade popular. "A  vontade generosa desse povo me reconduz a esse doce sacrifício. Mas é um sacrifício que coloca na nossa alma todas as rosas sem espinhos", afirmou, Amazonino.

Ele destacou ainda que assume o mandato sem qualquer ódio ou vingança de adversários. "Teremos um governador de todos os amazonenses". Ele ainda agradeceu Bosco Saraiva, seu vice-governador, e afirmou o que pretende fazer a partir de agora, já empossado. "Agora é arregaçar as mangas, lutar e trabalhar. Obrigado!"

Novo secretariado

Após a cerimônia de posse, o governador Amazonino Mendes anunciou outros 13 nomes que compõem o primeiro escalão do Governo do Estado nesta nova gestão. Entre os destaques desta 'nova leva', estão as saídas de Leonel Feitoza e Oreni Braga do Detran e AmazonasTur, respectivamente. Eles serão substituídos por Vinícius Diniz, ex-delegado-geral de Polícia Civil, e por Orsine Júnior. Os nomes anunciados hoje se juntam aos outros nove confirmados pelo novo governador na última segunda-feira, quando foi diplomado. 

Pouco depois do anúncio, ainda na Assembleia, todos os secretários foram à sede do Governo do Estado e lá foram empossados. Na ocasião, ele afirmou que dará prioridade à saúde e à segurança pública do Estado neste primeiro momento do governo. “Tudo é prioridade. Tudo é importantíssimo. Há momentos em que algum setor precisa de atenção maior. Sentimos uma deficiência na saúde pública e na segurança. E vocês podem esperar; vêm aí atos revolucionários para resgatar isso aí”, disse 

Críticas e promessas

Ele também aproveitou a oportunidade para criticar os números apresentados pelo ex-governador interino, David Almeida, que anunciou, ontem, que sua gestão havia recuperado o superávit no Estado.   “Isso não existe isso, só na saúde tem R$ 200 milhões atrasados. Se considerar o que foi empenhado, chega à casa do bilhão. Vamos ter que enfrentar isso”, disse o governador.

Para o interior do Estado, Amazonino fez referências ao Terceiro Ciclo, desenvolvido de 1995 a 1998, quando foi governador pela segunda vez. Ele prometeu alavancar a capacidade produtiva nos municípios do interior. 

LEIA MAIS

Tribunal de Justiça nega recurso da ALE e determina posse imediata de Amazonino

Apoiadores de Amazonino e David Almeida disputam espaço nas galerias da ALE

Reitor da UEA adia cerimônia na Assembleia para conceder espaço à posse de Amazonino

Robério e Denilson acertam transição

Tentaram aplicar um golpe, diz Silas Câmara

 

Publicidade
Publicidade