Publicidade
Manaus
Manaus

Ambulantes de frutas e verduras do Centro de Manaus serão levados para feira na Zona Norte

A ação tem como objetivo "limpar" as ruas da área central de Manaus, um dos maiores desafios da Prefeitura atualmente. Ao todo, 220 vendedores serão realocados em feira provisória, que ocupará seis ruas diferentes 17/10/2013 às 18:13
Show 1
Além da Feira Volante, os vendedores poderão ir para feiras e mercados onde há vagas disponíveis. Eles também poderão se inscrever em cursos de qualificação e de cadastro de emprego
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

A Prefeitura de Manaus vai retirar das calçadas do Centro da cidade 220 vendedores ambulantes de frutas e verduras e levá-los para a Feira Volante da Zona Norte. A realocação acontecerá na próxima segunda-feira (21). A data que foi decidida pelos ambulantes e pelos titulares da Secretaria do Centro (Semc), Rafael Assayag, e da Secretaria de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab), Fábio Pacheco, durante reunião nesta quarta (16).

Além do destino para a Feira Volante, a Prefeitura disponibilizará aos vendedores a ida deles para feiras e mercados onde há vagas disponíveis e também a inscrição deles em cursos de qualificação e de cadastro de emprego. Os 220 ambulantes que terão novo endereço de trabalho em Manaus serão considerados feirantes e serão cadastrados pelo Departamento do Comércio Informal (Decin), da Sempab.

O início das atividades na Feira Volante da Zona Norte também começa no dia 21, no mesmo dia em que ocorrerá uma ação conjunta envolvendo a Guarda Civil Metropolitana, a Polícia Militar, a Casa Civil e o Departamento de Vigilância Sanitária (Dvisa) para montar barreiras de contenção no entorno da Manaus Moderna e nos pontos de grande concentração de ambulantes no Centro.

As vias que receberão a atividade são as ruas dos Barés e Marques de Santa Cruz e as avenidas Eduardo Ribeiro, 7 de Setembro e Epaminondas. Conforme a Prefeitura, as barreiras deverão evitar que outros ambulantes, além dos 220 que irão para a Feira Volante, se aproveitem para reocupar o espaço público.

 “Há compromisso com a população de requalificarmos e restauramos o Centro desocupando o passeio público, mas também há uma questão de saúde pública que carece de solução. A atividade irregular também traz acumulo de lixo, entope bueiros, atrai ratos, urubus e outros vetores de doenças”, disse o secretário da Semc, Rafael Assayag.

A Lei Orgânica do Município de Manaus (Lomam), Artigo 431 proíbe que vendedores ambulantes comercializem verduras, estivas em geral, bebidas alcoólicas e outros produtos.

O secretário da Sempab, Fábio Pacheco, destacou que a Prefeitura entende que as famílias precisam de uma fonte de renda e por isso está empenhada na implantação da Feira Volante. “Conseguimos, em pouco tempo, por meio de parcerias, os banheiros químicos e as estruturas necessárias para o funcionamento da feira. Estamos trabalhando arduamente para dar as condições para o funcionamento da feira volante”, disse.

Locais da Feira Volante

A Feira Volante da Zona Norte vai funcionar em seis ruas diferentes: rua Bacuri, na Cidade Nova I; Gerônimo, Qd 32, no bairro Novo Aleixo; rua Delfir, Qd 231, na Cidade Nova; rua Lago Vitória, no Galileia; rua São Pedro, no Parque São Pedro e na rua Francisca Mendes, no bairro Nossa Senhora de Fátima.

Além dessa feira, a Prefeitura deu outras seis opções de destino para os ambulantes. Quem não quiser ir para a Feira Volante tem a opção de ir para outras feiras onde há 280 vagas. Entre elas estão as feiras do bairro Santo Antônio, do Coroado e do bairro Alvorada.

A terceira opção de destino para os vendedores é a ocupação do estacionamento da feira da Compensa, na Zona Oeste da capital. A Prefeitura se comprometeu em adequar o piso do estacionamento, que atualmente não está sendo utilizado, para que os ambulantes deixem as calçadas.

Por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine Manaus) a Prefeitura vai oferecer 382 vagas de cursos profissionalizantes aos ambulantes cadastrados e aos seus parentes que estiverem desempregados. Segundo Adonai Sabá, diretor do Sine, os ambulantes devem ir à sede do Sine, no Edifício Garajão, no Centro da cidade, no dia 21, entre 8h e 21h. Ele explicou que, ao se inscreverem nos cursos, os ambulantes automaticamente serão incluídos no cadastro de emprego.

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) também cadastrará interessados nos benefícios do Programa Bolsa Família do Governo Federal.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade