Publicidade
Manaus
Manaus

Ambulatório para tratamento de fumantes inicia atividades no Novo Israel, Zona Norte

Atendimento especializado, realizado em Unidades Básicas de Sapude (UBSs) ajuda pessoas que desejam acabar com o vício do tabaco. Médico, psicólogo, fisioterapeuta, enfermeiro, nutricionista, odontólogo e assistente social estão entre os profissionais destacados para a ação 25/02/2015 às 18:03
Show 1
Segundo a OMS, existem mais de 60 mil pesquisas publicadas comprovando a relação direta entre o uso do cigarro e doenças graves, sendo a mais comum o câncer de pulmão
acritica.com Manaus (AM)

Moradores do bairro Novo Israel, na Zona Norte de Manaus, podem contar a partir de agora com atendimento especializado para o tratamento de quem deseja parar de fumar. O serviço começou a ser oferecido na Unidade Básica de Saúde (UBS) Frei Valério Di Carlo, localizada na rua Bom Jesus, bairro Novo Israel. A primeira turma a receber orientação e acompanhamento na unidade contou com oito pacientes e foi acolhida na última terça-feira (24).

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) disponibiliza atendimento multidisciplinar nos Ambulatórios para Tratamento de Fumantes localizados em 21 Unidades Básicas de Saúde (UBS) espalhadas pela capital. O acompanhamento é destinado às pessoas que querem abandonar a prática com o auxílio clínico. Em 2015, a previsão é que outras 15 UBSs recebam estrutura para o serviço.

Os ambulatórios oferecem tratamento e acompanhamento multiprofissional com médico, psicólogo, fisioterapeuta, enfermeiro, nutricionista, odontólogo e assistente social, entre outros profissionais. “O tratamento é realizado em grupo, por meio da terapia cognitivo-comportamental. Dependendo do quadro clínico, o paciente recebe, inclusive, medicação de suporte”, informou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Atualmente, todas as zonas da cidade contam com o serviço, sendo seis ambulatórios na zona Norte; dois ambulatórios na zona Sul; quatro ambulatórios na zona Leste; seis ambulatórios na zona Oeste; e três ambulatórios na zona Rural. Outros dois ambulatórios estão instalados no Centro de Internação Provisória Dagmar Feitosa e no Centro de Reabilitação em Dependência Química Ismael Abdel Aziz para atender a demanda interna das duas instituições.

Cada UBS tem uma programação específica para o desenvolvimento das atividades e os interessados no tratamento devem procurar a unidade mais próxima para fazer a inscrição. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 280 8280.

Prejuízos à saúde

O fumo causa muitos prejuízos à saúde e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem mais de 60 mil pesquisas publicadas comprovando a relação direta entre o uso do cigarro e doenças graves, como câncer de pulmão (90%), enfisema pulmonar e bronquite crônica (80%), derrame cerebral (40%) e infarto do miocárdio (25%). A cada ano, 80 mil pessoas morrem no Brasil precocemente em decorrência de doenças agravadas pelo tabagismo. As pessoas que fumam a vida toda perdem, em média, 22 anos de vida, segundo cálculos da OMS.

Durante o consumo do cigarro, um fumante introduz no organismo inúmeras substâncias tóxicas, entre elas nicotina, monóxido de carbono, alcatrão, agrotóxicos e substâncias radioativas, todas causadores de diferentes tipos de câncer. A nicotina causa dependência da mesma forma que a cocaína, a heroína e o álcool, sendo considerada também uma droga. Os cientistas relacionam o desenvolvimento de tumores malignos a alterações no DNA, que podem ser provocadas por substâncias tóxicas contidas no cigarro, especialmente em crianças e jovens.

De cada três casos de câncer em geral, um está relacionado ao tabagismo. Os perigos do cigarro começaram a ser descobertos somente a partir da década de 50. Em 1954, o Surgeons General, órgão dos Estados Unidos que trata da regulamentação do cigarro, publicou a primeira pesquisa relacionando o fumo ao câncer de pulmão. Era apenas o começo de uma longa batalha contra a indústria tabagista.


Ambulatórios para Tratamento de Fumantes

Zona Norte

1 – UBS Frei Valério – rua Bom Jesus, s/nº – Novo Israel;

2 – UBS Sálvio Belota – rua das Samambaias, nº 786 – Santa Etelvina;

3 – UBS Armando Mendes – rua 05, S/N, Conj. Manôa;

4 – UBS Dr. Áugias Gadelha – rua A, nº 15 – Cidade Nova I;

5 – Policlínica Dr. José Antônio da Silva – rua Arueiras, nº 55 – Monte das Oliveiras;

6 – Policlínica Anna Barreto – av. Grande Circular, S/N – Monte Sião;


Zona Sul

7 – Policlínica Castelo Branco  - rua do Comércio, s/n, Parque 10;

8 – Policlínica Antônio Reis – rua São Luiz, s/n, São Lázaro;


Zona Leste

9 – Policlínica Ivone Lima dos Santos –  rua 08, s/n Coroado III;

10 – Policlínica Comte Telles – rua J, s/n, Etapa B do bairro São José III;

11 – UBS Dr. Alfredo Campos – rua André Araújo, s/n, Zumbi II;

12- UBS Amazonas Palhano  - rua Antonio Matias, s/n, São José II;


Zona Oeste

13 – Módulo de Saúde da Família Vila da Prata – rua Ademar de Barros, s/n, Vila da Prata;

14 – Policlínica Franco de Sá – rua V, nº 150, no bairro Nova Esperança I;

15 – Policlínica Djalma Batista – rua 23 de Dezembro, s/n, Compensa II;

16 – UBS Deodato de Miranda Leão – rua Presidente Dutra, s/n, Glória;

17 – UBS Dom Milton – rua Tiradentes, s/n, Santo Agostinho;

18 – Centro de Internação Provisória Dagmar Feitosa – rua Vivaldo Lima, no 371 – Alvorada;


Distrito Rural

19 – Posto de Saúde Rural São Pedro, localizado no Km 35 da rodovia AM-010;

20 – Posto de Saúde Rural Pau Rosa, Km 21 da BR 174, ramal do Pau Rosa;

21 – Centro de Reabilitação em Dependência Química Ismael Abdel Aziz – Km 53, Rodovia AM-010.


Publicidade
Publicidade