Publicidade
Manaus
PADROEIRO

Animais recebem benção em missa de comemoração ao dia de São Francisco

Mais de 50 animais participaram da celebração, entre cachorros, gatos, galinhas e tartarugas. Teve até uma cadela que cumpriu uma promessa para o padroeiro dos animais 04/10/2017 às 15:10 - Atualizado em 04/10/2017 às 15:28
Show animais 1
O frei José Faustino Fernandes segura um dos animais abençoados durante o evento (Fotos: Winnetou Almeida)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

A cadela Dóris, de 2 anos, passou mais de três meses sem andar após adoecer e ser diagnosticada como Cinomose canina. Para tentar salvar o animal, os donos apostaram na fé e decidiram fazer uma promessa para São Francisco de Assis. Caso voltasse a andar, a cadela andaria até a paróquia do bairro para participar de uma celebração. Nesta quarta-feira (04), o compromisso foi pago durante uma missa, realizada em comemoração ao dia do santo, considerado o padroeiro dos bichinhos.

A celebração aconteceu na Igreja São Francisco, no bairro Vila da Prata, localizado na Zona Oeste de Manaus. Mais de 50 animais participaram da atividade, entre cachorros, gatos, galinhas, papagaios e tartarugas. A dona de Dóris, a design Silene Souza, 40, contou que a cadela foi beneficiada com a graça divina.

 “Desde quando tinha 10 anos trago meus cachorros para participar dessa atividade em celebração ao São Francisco de Assis. Estamos pagando hoje uma promessa da Dóris, porque esteve doente e ficou durante três meses sem andar. Ela veio andando da nossa casa até aqui com uma camisa do santo. Estamos felizes”, disse Silene.    

A dona de Dóris também acredita que o homem deve cuidar das criações de Deus e se preocupar com a natureza. “Acredito muito na força da criação, na força que vem dos animais e das plantas. Precisamos cuidar de tudo isso que vive ao nosso redor. Os bichinhos fazem parte disso. Fazem parte da nossa família”, afirmou a design.

A missa foi realizada durante uma hora e celebrada pelo frei José Faustino Fernandes. O evento é tradicional no Dia do São Francisco, comemorado no dia 4 de outubro. Os fiéis acompanhados dos animais puderam cantar, orar e receber as bençãos do representante da igreja.

 “Cantamos, oramos, lemos a palavra, só não dei um sermão, pois os bichos não entendem (risos). São Francisco é conhecido como padroeiro dos animais, porque ele teve a primeira experiência depois de convertido no meio da floresta, onde teve contato com toda a natureza”, explicou Faustino.

O frei lembrou uma passagem bíblica do evangelho de Mateus para explicar que os humanos precisam se parecer com os animais. “Em um dos evangelhos do Novo Testamento, Jesus Cristo nos pede que sejamos como as aves do céu, porque elas não se preocupam com o que irão comer ou vestir. Não podemos ser apegados com as coisas terrenas. Fomos criados depois dos bichos e precisamos cuidar deles”, completou.

O animal faz parte da nossa família

A empregada doméstica, Raimunda Vital, 60, participou da missa acompanhada dos seus animais de estimação. Ela levou nesta quarta-feira (04), uma galinha, um jabuti, uma tartaruga e um cachorro para receber as bênçãos do frei.

“Participo da missa há mais de 50 anos. Trouxe parte dos meus animais de estimação, porque mais de 20 bichos vivem comigo. O que estão aqui podem ser considerados como uma representação e vieram receber as bênçãos de Deus. Eles fazem parte da minha família e fico muito feliz por ter essa missão de cuidar de todos eles”, disse a empregada doméstica.

A costureira Marilene Lima, 64, levou dois cachorros, de raça pinscher, para participar da celebração. “O meu neto é apaixonado por animais e devoto de São Francisco. Ele ficou doente, mas logo foi curado pelo santo dos animais. Esses cachorros fazem parte da nossa família. Alegram a nossa casa”, finalizou.

Publicidade
Publicidade