Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019
Defesa préavia Ruan Pablo

Apenas um acusado do " Caso Belota" tem defesa prévia

Apenas Ruan Pablo arrolou testemunhas; Rodrigo e Jimmy têm até esta quinta-feira (28) para apresentar documento



1.jpg Advogado de Ruan Pablo acusou Rodrigo de ter praticado os crimes a mando de Jimmy Robert; Ruan teria apenas colaborado
28/02/2013 às 08:14

Termina nesta quinta-feira(28) o prazo da Justiça para que a defesa dos réus Jimmy Robert Queiroz de Brito, 33,  Rodrigo de Moraes Alves, 18; e Ruan Pablo Bruno Cláudio Magalhães, 18, acusados pelos assassinatos da coordenadora de Relações Internacionais da Suframa, Maria Gracilene Bellota, 59; da filha dela, Gabriela Bellota, 26; e de Roberval Roberto de Brito, 63, pai de Jimmy, apresentem as defesas prévias de seus clientes.

Até o final da tarde de quarta-feira(27), apenas a defesa de Ruan, apresentou a defesa prévia do réu. Segundo a juíza Rosália Guimarães, a defesa prévia é a oportunidade que os réus têm de arrolar testemunhas de defesa, de pedir perícias e novas diligências no decorrer da instrução processual. Passada esse fase, a próxima é a convocação para as audiências de instrução processual.



Na defesa prévia de Ruan, o advogado Marcelo Gonçalves de Oliveira, pediu que duas testemunhas fossem arroladas. A defesa solicitou ainda que o juiz considere improcedente a denúncia apresentada pelo Ministério Público contra o réu e que leve em consideração a negativa de autoria, a delação premiada e que o mesmo havia consumido substância entorpecente no dia do crime, ocorrido em 22 de janeiro.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.