Publicidade
Manaus
Manaus

Apesar do reajuste, diversos bairros continuam sem abastecimento de energia elétrica

Desde o último dia 1º, o amazonense está pagando 38,8% mais caro pela tarifa de energia elétrica. Mesmo assim, diversos bairros continuam sofrendo com o desabastecimento do serviço 04/11/2015 às 14:22
Show 1
Desde o último dia 1º, o amazonense está pagando 38,8% mais caro pela tarifa de energia elétrica
Silane Souza ---

Mesmo com o aumento da energia elétrica, muitos manauenses continuam sofrendo com o desabastecimento do serviço que é prestado pela Eletrobras Distribuição Amazonas. Ontem, por volta de 23h20, moradores do bairro Novo Aleixo (antigo Mutirão), na Zona Norte, atearam fogo em paus e lixos no meio da rua para chamar a atenção da concessionária.

De acordo com o servidor público, Nildo Viana, 45, a manifestação ocorreu em vários pontos do bairro, como nas ruas 27, Penetração e Circular II. “Há pelo menos duas semanas falta energia todos os dias das 23h às 5h da manhã. O engraçado é que só ocorre em quase dez quarteirões do bairro e o restante todo tem energia elétrica”, comentou.

Ainda conforme ele, o problema com o desabastecimento de energia ocorre a quase sete anos no bairro e a Eletrobras Distribuição Amazonas até hoje não resolveu essa situação, que tem causado transtornos aos moradores do local. “Essa falta de energia é recorrente há vários anos e ontem mais uma vez os moradores fizeram uma sequência enorme de queimadas para chamar a atenção da concessionária”, enfatizou.

O Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para controlar o incêndio provocado pela manifestação de revolta pública. De acordo com o tenente, Janderson Lopes, uma equipe do Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente (Bifma) foi por volta de 23h59, na rua Circular II, onde realizou a extinção do fogo em lixo. Conforme ele, foram utilizados em torno de 2 mil litros de água.

Moradores do bairro Tarumã, na Zona Oeste, também ficaram sem energia elétrica durante a noite de ontem, sendo que, já havia ficado a noite de segunda e o dia quase todo de terça-feira sem energia. “Ficamos quase 24h sem energia elétrica e ontem a noite ela ainda foi embora por volta de 19h e retornou quase às 21h”, relatou o comerciante Vivaldeano Vieira Casas, 56.

Ele destacou que na segunda-feira, a energia foi embora por volta de 12h30 e só retornou 12h15 do dia seguinte. Conforme ele, todo dia a luz falta na região, é uma vergonha. “Tem que ver o que está acontecendo porque isso não pode ocorrer desse jeito”, desabafou. Ele disse que só está trabalhando porque tem um gerador que mantém os produtos gelados e congelados conservados.

Questionada, a Eletrobras Distribuição Amazonas não respondeu a demanda até a publicação dessa matéria.

Aumento

Desde o último dia 1º, o amazonense está pagando 38,8% mais caro pela tarifa de energia elétrica. Por conta desse aumento, a Secretaria Executiva de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM), juntamente com outros órgãos de defesa do consumidor estão assinando nesse momento na Sede do Ministério Público do Amazonas (MPE-AM), na Ponta Negra, Zona Oeste, uma ação civil pública contra o reajuste.

Entre as proposituras defendidas estão à anulação da resolução homologatória n° 1980, de 27 de outubro de 2015, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o reembolso em dobro dos valores pagos pelos consumidores a partir da entrada em vigor do reajuste de energia e o pagamento dos danos sociais e morais coletivos tendo em vista a cobrança.

Pedalada

Nesta quinta-feira (5) um grupo de ciclistas do movimento “Pedalando Com Você” promoverá, a partir de 20h, uma pedalada até a sede da Eletrobras Distribuição Amazonas, situada no bairro Cachoeirinha, Zona Sul. Chegando lá eles farão um ato simbólico contra o aumento de energia elétrica no Estado.

De acordo com um dos organizadores do “Pedalando Com Você”, Fernando Barroso, a concentração será na avenida F, nº 126, bairro Alvorada I, na Zona Centro-Oeste.  Qualquer pessoa pode participar da ação desde que vá de bicicleta. “A pessoa pode pedalar com a gente ou esperar na sede da Eletrobras para a realização da manifestação”, ressaltou.

No local, conforme Barroso, o protesto vai ser simbólico e a luz de vela. Além disso, haverá um carro de som onde os manifestantes se pronunciarão sobre o aumento da energia elétrica, que está em vigor desde o último dia 1º. 

Nota da Eletrobras

A Eletrobras Distribuição Amazonas informou que na noite do último domingo (01), a cidade de Manaus foi afetada por forte chuva com ventos e descargas atmosféricas,  o que ocasionou intervenções na rede de distribuição em vários pontos da cidade.

Devido a vegetação e objetos sobre a rede elétrica, 8 alimentadores foram desligados, afetando cerca de 21 mil unidades consumidoras dos seguintes bairros: Educandos, Aleixo Cachoeirinha, Colônia Oliveira Machado, Centro, Novo Aleixo, Ponta Negra, Tarumã, Petrópolis, Flores, Dom Pedro e Colônia Antonio Aleixo.

A concessionária afirmou que 95% das ocorrências registradas no sistema já foram solucionadas e que as equipes da distribuidora continuam trabalhando para normalizar o total fornecimento de energia no tempo mais breve possível.

Publicidade
Publicidade