Publicidade
Manaus
ficou presa nas ferragens

Após 10 dias internada, aposentada vítima de acidente de carro na av. Max Teixeira morre

Arlete já chegou ao hospital já em estado gravíssimo, entubada, com traumatismo cranioencefálico. Ontem, ela sofreu duas paradas cardíacas e não resistiu e na tarde de hoje (7) foi enterrada 07/04/2016 às 18:59 - Atualizado em 07/04/2016 às 19:03
Show  ndice
Corpo foi enterrado nesta quinta-feira, 7 (Foto: Celso Paula)
acritica.com Manaus (AM)

Morreu ontem (6) a aposentada Arlete Silva de Oliveira, aos 78 anos, que foi vítima de um acidente no último dia 27 março  na avenida Max Teixeira, na Zona Norte de Manaus, próximo ao supermercado Atack. Ela, que estava internada no HPS João Lúcio, já chegou já em estado gravíssimo, entubada, com traumatismo cranioencefálico. Após 10 dias de internação, ela sofreu duas paradas cardíacas e não resistiu, informou a Secretaria de Estado de Saúde (Susam). Arlete foi enterrada na tarde de hoje (7).

No dia do acidente, o carro em que a senhora estava, modelo Fiat Uno, de cor cinza e placas JXU-1412, colidiu contra um ônibus especial, de placas JXB-9410.

De acordo com informações repassadas pela assessoria do Corpo de Bombeiros, além de Arlete, estavam no automóvel Marcos Oliveira, 19, e Júlio Oliveira, 80, que conduzia o veículo. O ônibus era dirigido por Benedito Alves França, 51.

Arlete foi retirada das ferragens por uma guarnição do Corpo de Bombeiros e encaminhada, juntamente com Marcos e Júlio, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus.  

Publicidade
Publicidade