Publicidade
Manaus
Manaus

Após 37 anos, grupo Tropical Multiloja abre sua primeira unidade em shopping de Manaus

Empresa que sempre atuou em operações de rua abre sua primeira unidade no Manaus ViaNorte no final de janeiro deste ano 22/01/2015 às 09:09
Show 1
Nova loja do grupo Tropical Multiloja, primeira em shopping center, abre as portas no próximo dia 23 de janeiro
Jornal A Crítica Manaus (AM)

Com 37 anos de atuação no mercado amazonense, a Tropical Multiloja sempre manteve uma tradição de loja de rua até janeiro desde ano, quando dá inicio a sua primeira operação em um shopping center. A empresa aposta no sucesso do novo projeto pelo potencial do shopping e do mercado consumidor. A nova loja ocupa um espaço de 1.350 m2, mantém 70 funcionários e um mix de produtos diversificados.

A loja é uma das lojas âncoras do Shopping Manaus ViaNorte - no bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus - e abre suas portas aos clientes em 23 de janeiro.

O diretor-presidente do grupo Tropical Multiloja, o pernambucano Allan Kardec Bandeira de Melo, há 44 anos em Manaus, aposta no conhecimento que acumulou nos 15 anos de atuação na Zona Norte. “Nós fizemos pesquisas na região. Sabemos o que nosso cliente gosta e precisa. É uma novidade essa operação em shopping. Estamos aprendendo, nos adaptando e isso vai agregar valor ao nosso negócio. Vai criar um novo padrão”, afirma.

Atualmente as empresas do grupo estão subdivididas em 12 unidades de negócios espalhadas pela cidade. “O sucesso da Tropical Multiloja deve-se a muito trabalho e apoio de pessoas e parceiros que acreditam e confiam na empresa, fazem parte de sua história ao longo de seus 32 anos, dedicam seus esforços pessoais e profissionais. Agradecemos a Deus e a essas pessoas pelo nosso sucesso, sem elas nada poderia ser feito, pois não fazemos nada sozinho”, resume Allan Kardec, enfatizando que seu negócio nasceu de uma oportunidade, trabalho em equipe e uma moeda de NCr$ 0,20 (vinte centavos de cruzeiros novos, moeda vigente na época).

A história dos vinte centavos é o próprio empresário que faz questão de explicar: “Se o cliente fizesse uma compra de NCr$ 9,80 e pagasse com uma nota de NCr$ 10, o mesmo não fazia questão do troco. Enquanto que em Recife, na década de 70, época de grande crise, não fazer questão do troco era algo impossível de se presenciar. Esse fato foi crucial para minha vinda para Manaus”, relembra Allan Kardec que, garante, é parceiro no Manaus ViaNorte pela confiança, experiência e profissionalismo da Saphyr e nos seus investidores locais, reconhecidos pela seriedade e credibilidade.

Publicidade
Publicidade