Publicidade
Manaus
MANIFESTAÇÃO

Após 9 anos de concurso dos Bombeiros, aprovados pedem nomeação em Manaus

Alguns dos classificados realizaram um protesto na manhã de hoje para pedir que 800 bombeiros profissionais na área de saúde sejam nomeados pelo Governo 19/09/2018 às 13:59
Show manifesta  o bombeiros 3f0fbd27 690e 49bd 95f9 9ac58d134438
O protesto aconteceu na avenida André Araújo, na Zona Centro-Sul da capital (Foto: Junio Matos)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

Aprovados no concurso de 2009 do Corpo de Bombeiros do Estado do Amazonas (CBAM) realizaram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (19), na avenida André Araújo, próximo a TV A Crítica, na Zona Centro-Sul de Manaus. Os manifestantes pedem a nomeação imediata de mais de 800 profissionais da área de saúde classificados no certame público.

Com faixas, alguns dos manifestantes ocuparam parcialmente a via, mas o trânsito não foi afetado. Uma das aprovadas no concurso na vaga Terceiro-Sargento em Técnico de Enfermagem, Tatiana Melo, afirmou que a manifestação é uma forma pacífica para que o Governo do Amazonas nomeie os candidatos o mais rápido possível.

"Temos mais de cem decisões favoráveis para nós na Justiça. Estamos desde 2009, quando fizemos o concurso, esperando sermos nomeados, mas isso não aconteceu. Temos decisões até de Brasília e queremos que o Governo cumpra. Seis dos classificados já estão dentro do quadro, mas 839 ainda estão aguardado", disse.

A aprovada comentou que se mudou do Rio de Janeiro para Manaus com a esperança de ser nomeada para assumir a função. "As decisões do Supremo Tribunal Federal estão em fase de execução e até agora nada. É complicado, porque vim do Rio esperando ser chamada. Sonhamos em entrar no Corpo de Bombeiros e servir a população", destacou a mulher; 

Outra manifestante, Juliana Andrade, que também foi aprovada para a vaga de Terceiro-Sargento em Técnico de Enfermagem, contou que foi até convocada para fazer o curso de formação, mas até agora, não foi nomeada.

"Entramos na Justiça quando o prazo de 4 anos do certame acabou. O meu processo teve todas as decisões favoráveis no STF e está em execução. Fui convocada para o curso de formação, larguei meus empregos públicos em Minas Gerais e vim para o Amazonas. Até agora não fui nomeada e continuo desempregada, com duas filhas", completou.

Analisado pendências jurídicas

Por meio de nota, a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que desde o início da nova administração, há 11 meses, o Governo do Amazonas trabalha para sanar pendências deixadas por governos passados.

Os Bombeiros relataram que em relação ao concurso para o Corpo de Bombeiros, cujo prazo de homologação expirou em 2014, o Governo do Amazonas, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE), tem analisado todas as pendências jurídicas e trabalha para o cumprimento das decisões judiciais.

Publicidade
Publicidade