Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
garagem.JPG
publicidade
publicidade

nova decisão

Após ação, Justiça concede liminar para liberar garagens de ônibus em Manaus

Ação Civil Pública foi movida pela Prefeitura de Manaus contra o Sindicato dos Rodoviários, que não garantiu a circulação de ônibus na capital nesta sexta-feria (1º)


31/05/2018 às 21:03

O juiz plantonista do Tribunal Regional do Trabalho (TRT 11ª Região), Gerfran Carneiro Moreira, concedeu liminar a uma das ações ajuizadas nesta quinta-feira (31), à Prefeitura de Manaus, proibindo o Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM) e seus representantes de obstruírem total ou parcialmente as garagens das empresas de transporte coletivo de Manaus.

Na decisão o magistrado também impôs uma multa de R$ 100.000,00 caso haja desobediência à ordem judicial. Mais cedo, o TRT11 aumentou o valor da multa por hora de paralisação dos rodoviários de R$ 200 mil para R$ 300 mil.

Representantes do STTRM ouvidos pela reportagem na noite desta quinta-feira não garantiram que os ônibus irão circular em Manaus nesta sexta-feira (1º). Hoje (31), no terceiro dia da greve da categoria, 100% da frota de ônibus do transporte coletivo não rodou e os terminais da capital estavam fechados.

Ação contra o Sinetram

publicidade

A Prefeitura de Manaus aguarda também a manifestação de outra ação ajuizada nesta quinta-feira, no TRT 11ª Região, contra o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram). Assim como a ação contra os rodoviários, uma multa também é pedida por conta da falta de acordo para pôr fim à greve, porém, os valores não foram divulgados.

Alternativos rodam no Centro

Por determinação da Prefeitura, os ônibus alternativos foram autorizados a trafegar pela área central de Manaus para assegurar o deslocamento da população manauara, que sofre com a greve dos ônibus.

Nos últimos dias, o prefeito de Manaus e o vice-prefeito Marcos Rotta mediaram reuniões entre o Sinetram e os rodoviários que terminaram sem acordo. Em nota, o prefeito Arthur Neto afirmou que está aberto para receber novamente ambos os sindicatos, para ajudar nas negociações e pôr fim à greve.

publicidade
publicidade
MP-AM vai investigar casos de nepotismo na Prefeitura e Câmara de Barreirinha
Em três meses, Polinter recapturou mais de 280 foragidos da Justiça em Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.