Publicidade
Manaus
Manaus

Após atender chamado na porta de casa, estudante é executada com três tiros na cabeça

Ellen Leite dos Santos, de 22 anos, foi morta ao atender o chamado de dois homens em uma moto. A família desconhece a motivação do crime 22/02/2015 às 19:34
Show 1
Ellen foi chamada pelo nome pelos assassinos, que saíram sem deixar pistas ou serem identificados até ontem à tarde
Kelly Melo Manaus (AM)

A estudante Ellen Leite dos Santos, 22, foi assassinada ao lado  da casa dela, na rua 8, no bairro Alvorada 1, na Zona Centro-Oeste, no último sábado (21). A família desconhece a motivação do crime. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O tio da jovem, Eleilton Silva dos Santos, 47, morava ao lado da sobrinha e contou ao MANAUS HOJE como o crime aconteceu. Segundo ele, Ellen estava dentro de casa, quando dois homens em uma moto pararam em frente a residência e a chamaram. Quando ela atendeu, um deles começou a efetuar os tiros. Três deles acertaram a cabeça na menina. Os suspeitos fugiram.

“Eu também estava dentro de casa, com as minhas filhas. Ouvimos os tiros e saímos correndo para nos esconder no quarto. Nós esperamos um pouco e quando os caras foram embora eu sai para ver o que tinha acontecido e me deparei com a Ellen caída no corredor entre a minha casa e a dela”, relatou o tio que chegou a socorrê-la e levá-la ao Serviço de Pronto Atendimento do Alvorada (SPA), mas a jovem já chegou morta na unidade. O crime aconteceu por volta das 18h30.

Segundo o tio, Ellen morava sozinha há um tempo mas não era de ter rixas com ninguém. No entanto, ele contou que após o ocorrido, ouviu boatos de que a jovem estaria sendo ameaçada por uma mulher desconhecida. “Só sabemos desses boatos, mas nada confirmado. Ninguém sabe que mulher é essa e porque ela teria mandado fazer isso”, afirmou ele, muito emocionado.

Questionado sobre um possível envolvimento da moça com um traficante que está preso, o tio afirmou que desconhece a informação.  O corpo da jovem foi velado em uma igreja evangélica localizada na rua 4 com avenida C, no mesmo bairro, onde familiares e amigos da vítimas prestaram as suas últimas homenagens.

Investigação

O crime já foi registrado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste, mas segundo investigadores, até o momento, nenhum suspeito foi identificado. Eles também não souberam informar qual seria a motivação para o crime.

Publicidade
Publicidade