Publicidade
Manaus
DISTRIBUIÇÃO

Após casos de vômito e diarréia, Cosama faz vistoria na água de Atalaia do Norte

Inspeção constatou falta de materiais para o preparo da água, além de precariedade em laboratório de análises. Companhia informou que relatório será apresentado ao Governo do Estado 26/02/2019 às 17:00
Show atalaia 307f7923 caec 4ada 931c 7f11ae7d8849
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Após denúncias de contaminação na água distribuída em Atalaia do Norte (distante 1.136 quilômetros de Manaus), a Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama) realizou uma visita técnica na Estação de Tratamento de Água (ETA) do município. Em janeiro, o Portal A Crítica publicou sobre a situação de caos na cidade por conta do problema, que tem causado casos de vômito e diarréia em moradores.  

Segundo a Cosama, a visita técnica ocorreu nessa segunda-feira (25) por determinação do governador Wilson Lima. Engenheiros, químicos e laboratoristas da Cosama realizaram testes que constataram a falta de materiais para o preparo da água. Além disso, os equipamentos usados no laboratório para análises que realizam todo o processo estão quebrados. A Cosama também destacou a necessidade de manutenção e investimentos.

O presidente da Cosama, Armando do Vale, informou que os técnicos apresentarão um relatório ao Governo do Estado para que uma possível parceria seja realizada. O objetivo é oferecer água de qualidade à população.

“Queremos ajudar, mas para isso é preciso que tudo seja feito dentro da legalidade. Já realizamos essa primeira visita e agora vamos apresentar o relatório ao prefeito para que o mais rápido possamos realizar um plano de ação e levar uma solução aos moradores de Atalaia”, afirmou Armando do Vale.

Inspeção

De acordo com a Cosama, a inspeção foi feita a pedido do prefeito de Atalaia do Norte, Nonato Tenazor, em razão de a situação ter piorado com o período de cheia do rio Javari. Retirada diretamente do rio, a água em Atalaia vem sendo repassada com uma cor escura e sem qualquer tipo de filtragem ou trato com substâncias químicas. 

Água distribuída em Atalaia possui aspecto barrento (Foto: Divulgação)

Em janeiro, a Cosama informou que a responsabilidade da compra do material para o tratamento da água era de responsabilidade da prefeitura do município. A Companhia havia pontuado, inclusive, que Atalaia do Norte não estava realizando pagamentos e recebendo os materiais sem autorização.

Segundo levantamento realizado pelo departamento técnico da Cosama, existe em Atalaia do Norte 1.403 ligações de água ativas e menos de 60 hidrômetros instalados.

Publicidade
Publicidade