Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Após cheia, mais de 6 mil famílias mudam de endereço em Manaus

A decisão foi tomada após visita de representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no final de abril às áreas afetadas pela cheia. Desta forma, o BID vai liberar, para uma ação considerada emergencial, R$ 70 milhões


05/06/2012 às 11:40

 O remanejamento de famílias que vivem em áreas alagadas da Zona Centro-Sul da capital, que estava previsto para ocorrer em até quatro anos, paralelamente às obras do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus III (Prosamim), teve o prazo antecipado. Ainda em 2012, o governo planeja deslocar 6.266 famílias de 11 bairros de Manaus. A decisão foi tomada após visita de representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no final de abril às áreas afetadas pela cheia. Desta forma, o BID vai liberar, para uma ação considerada emergencial, R$ 70 milhões.

 A vinda do BID já estava marcada e coincidiu com a subida acima da média do nível do rio Negro. As visitas aos locais serviram para que os representantes se “sensibilizassem” com a situação e concordassem em antecipar a liberação dos recursos para garantir o remanejamento, segundo o coordenador da Unidade de Gerenciamento do Prosamim, Frank Lima. Os recursos serão utilizados para indenizar famílias na forma de bônus moradia, cheque moradia ou auxílio moradia. O Estado também negocia com Governo Federal a utilização para esse fim do orçamento previsto para o programa. Enquanto os recursos não são liberados, o Governo Estadual vai arcar com as despesas.

O morador vai optar por diferentes modalidades. Com o bônus moradia no valor de R$ 50 mil, o morador apresenta o imóvel escolhido para a Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab) avaliar e efetivar a compra. Se optar pelo cheque moradia, de R$ 35 mil, é o próprio morador que se responsabiliza pela compra do imóvel a seu critério. O Governo do Estado também irá disponibilizar o auxílio moradia, no valor de R$ 6 mil, somente para inquilino ou pessoas que moram em imóvel cedido.

 REMANEJAMENTO
Na bacia do São Raimundo (bairros São Raimundo, Presidente Vargas, Glória e Aparecida) serão retiradas 3.908 famílias. Já nos bairros que ficam na área do igarapé do Quarenta (Japiim, Raiz e Betânia), na bacia dos Educandos, serão retiradas 748 famílias. Da área do igarapé Mestre Chico, entre o Centro e a Praça 14, serão remanejadas 62 famílias. Os imóveis ficam em áreas que integram a segunda etapa do programa, na bacia dos Educandos, e também em alguns bairros da bacia do São Raimundo, onde o Prosamim deve iniciar sua terceira etapa a partir deste mês.

No Prosamim da Cachoeira Grande, que vai urbanizar o trecho entre a avenida Kako Caminha e a ponte do São Jorge, Zona Oeste, serão retiradas 2.358 famílias cujas casas estão abaixo da cota de inundação. A Seinfra, responsável pela obra de urbanização do trecho, já encerrou o cadastramento que identificou 2.182 casas dentro da área de abrangência do programa e outras 176 que não estão, mas cujas casas também estão sob risco e por isso serão beneficiadas. Parte dos recursos do Prosamim para as obras de urbanização do igarapé da Cachoeira Grande – R$ 78,3 milhões – são do Governo Federal por meio da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II), com recursos do Orçamento Geral da União. A contrapartida estadual é de R$ 26,7 milhões, totalizando R$ 105,1 milhões para as obras de urbanização. Outros R$ 65 milhões serão destinados à construção de 1,5 mil unidades habitacionais e serão disponibilizados pela Caixa Econômica Federal via programa Minha Casa, Minha Vida. O temor dos moradores de os imóveis do Prosamim serem impactados por uma grande cheia não procede. É o que garante o chefe de Engenharia do Prosamim, Luiz Eduardo Rabelo. Segundo o engenheiro, os edifícios foram construídos em um níveis que vão de 30,5 m a 31m.

ESTUDOS
Rabelo disse que o programa contratou especialistas para desenvolver estudos hidrológicos e pluviais. Por meio destes estudos, o Prosamim executou suas obras com cotas e vazões de macrodrenagem que impedem futuros transtornos aos moradores.

publicidade
publicidade
Homem morre após ser baleado no Prosamim do Santa Luzia, em Manaus
Suhab vai desapropriar 42 imóveis no bairro Cachoeirinha para obras do Prosamim
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.