Publicidade
Manaus
Manaus

Após cliente flagrar roedor em prateleira de supermercado, Visa averigua denúncia

Agentes sanitários foram ao Carrefour do bairro Flores para verificar a presença de ratos após cliente flagrar roedor tentando furar saco de pão em gôndola 29/12/2015 às 15:14
Show 1
O estabelecimento terá três dias úteis para apresentar defesa
ACRITICA.COM ---

A Vigilância Sanitária de Manaus (Visa Manaus) inspecionou na manhã desta terça-feira (29) o supermercado Carrefour do bairro Flores, na Zona Centro-Sul de Manaus, após haver denúncia de roedores no local.

Um vídeo divulgado na internet por um cliente do supermercado mostra um rato tentado perfurar com os dentes um saco de pão integral, em uma das gôndolas do estabelecimento.

Segundo o diretor da Visa Manaus, Marco Fabris, durante a vistoria não foi constatada a presença de roedores, mas as condições do ambiente, em especial do depósito, exigiram que um auto de infração fosse lavrado. “O ambiente estava desorganizado, sem higiene e limpeza – fatos que possibilitam o surgimento de insetos e roedores”, explicou.

“Esse tipo de denúncia tem uma grande importância, mas demora um pouco para chegar ao nosso conhecimento. O ideal é que casos como esse, quando identificados, sejam informados imediatamente à Visa Manaus por meio do 0800 092 023”, orientou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Ele explica que no caso desta denúncia nas redes sociais, a vigilância só tomou conhecimento à noite do fato ocorrido por volta das 13h de ontem. “Teríamos feito a vistoria na mesma tarde, mas pelo horário em que recebemos o vídeo, tivemos que aguardar a abertura da loja nesta terça-feira”, relatou Homero. 

O estabelecimento, que faz parte de uma grande rede de supermercados, terá três dias úteis para apresentar defesa e pode ser multado em até 400 UFMs, o equivalente a R$ 33.512,00.

Carrefour

Por meio de nota, a rede de supermercados Carrefour disse que assim que tomou conhecimento do fato reforçou o rigor nos procedimentos de higiene e limpeza para o controle de pragas na unidade localizada em Manaus, e que os produtos expostos na gôndola foram descartados e o local devidamente limpo, conforme as regras de segurança alimentar.

“Paralelamente, a companhia mantém contato com o consumidor para apurar o ocorrido e apresentar as medidas adotadas. A empresa ressalta ainda que este incidente, que configura fato pontual e isolado, não condiz com sua política de Segurança Alimentar, que segue de maneira estrita as normas da Vigilância Sanitária e demais legislações vigentes”, constou na nota.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade