Segunda-feira, 01 de Junho de 2020
Manaus

Após clientes ficarem presos em elevador de shopping de Manaus, empresa explica ocorrido

Após sete dias do incidente, a ThyssenKrupp Elevadores explicou que travamentos automáticos das portas ocorrem por excesso de lotações



1.gif Por mais de uma hora, 13 pessoas ficaram presas no elevador de um shopping no dia 1º de maio
09/05/2014 às 10:06

A empresa ThyssenKrupp Elevadores enviou em comunicado nesta quarta-feira (7) o posicionamento oficial sobre incidente ocorrido em um elevador da marca no Shopping Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, no último dia 1º de maio. Na ocasião, onze adultos e três crianças passaram momentos de sufoco, por mais de uma hora, presos dentro da cabine do elevador.

Conforme a ThyssenKrupp, o excesso de lotação na cabine do elevador provoca o travamento automático da porta e faz com que o equipamento não se desloque. A empresa informou que essa é uma medida de segurança e que, quando o elevador está com peso superior à sua capacidade, o painel do pavimento indica "EP", que significa "Elevador Parado".



Outro ponto citado pela ThyssenKrupp foi que o resgate de passageiros só pode ser feito por equipe técnica responsável pela manutenção do elevador ou pelo Corpo de Bombeiros, nunca por equipes de brigadistas civis de estabelecimentos comerciais. A falta de treinamento para agir nestes casos pode causar problemas na hora do resgate.

Apesar dos clientes do Shopping Ponta Negra não reclamarem da demora no resgate, e sim da falta de assistência médica posterior ao resgate final, a empresa ThyssenKrupp declarou que foi acionada pela administração do shopping às 20h27, e que o profissional técnico chegou ao local às 21h, dentro do padrão de atendimento, segundo eles.

Comunicado na íntegra:

A ThyssenKrupp Elevadores esclarece que o excesso de lotação na cabina do elevador provoca o travamento automático da porta e faz com que o equipamento não se desloque. A empresa ressalta que esse comportamento é uma medida de segurança para os usuários e ainda destaca que, quando o elevador está com peso superior à sua capacidade, o painel do pavimento indica EP que significa Elevador Parado. É uma forma de avisar que algo está acontecendo.

Portanto, é importante sempre respeitar a capacidade máxima de passageiros e não segurar a porta do elevador, qualquer que seja o motivo e, nunca incentivar que outras pessoas entrem no elevador quando o mesmo já se encontra lotado.

A ThyssenKrupp Elevadores também adverte que o resgate de passageiros só pode ser feito pela equipe técnica responsável pela manutenção do elevador ou pelo Corpo de Bombeiros, nunca por equipes de brigadistas civis de estabelecimentos comerciais. A falta de treinamento para agir nestes casos, pode provocar pânico entre as pessoas e causar problemas na hora do resgate.

Com relação ao atendimento em caso de pessoa presa no elevador, a ThyssenKrupp Elevadores orienta os clientes a ligarem para a Central de Relacionamento com Clientes (CRC), registrar a ocorrência para que um técnico seja encaminhado ao local. A ligação é gravada para a consulta tanto da empresa, como do cliente. Após registrar o chamado, a CRC entra em contato com o técnico. Nossos registros gravaram que a solicitação do Shopping Ponta Negra foi feita às 20h27 e nosso técnico chegou ao local às 21 horas, ou seja, em 30 minutos, dentro do padrão de atendimento para casos como este.

Importante sinalizar também que a ThyssenKrupp Elevadores possui sede própria em Manaus (AM), com total infraestrutura para atender os clientes, com equipe técnica treinada e peças de reposição originais de fábrica. Além disso, possui um gerente baseado na cidade e que responde pela operação da filial e os procedimentos adotados. 

Atenciosamente,

Gerência da Filial Amazonas da ThyssenKrupp Elevadores


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.