Publicidade
Manaus
acidente

Após colisão entre duas lanchas no rio Negro, homem está desaparecido

Colisão de lancha com barco da PM na área da Praia da Lua, ontem, deixa sete feridos e um desaparecido 10/04/2016 às 19:22
Show lua
Acidente com lanchas ocorreu às 1h30 da manhã, nas proximidades da praia da Lua, na margem direita do Rio Negro
Joana Queiroz Manaus (AM)

Até o final de domingo o Corpo de Bombeiros ainda procurava um homem que desapareceu nas águas do rio Negro depois que a lancha onde o mesmo estava pilotando ter colidido frontalmente com outra do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb). De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta de 1h30, nas proximidades da praia da Lua, na margem direita do Rio Negro.

As buscas começaram por volta das 7h por três mergulhadores que estão se revezando. Os trabalhos estão sendo acompanhados pela Polícia Militar e pela Capitania dos Portos. Por se tratar de acidente aquaviário, a Capitania vai tratar dos seguimentos dos procedimentos cabíveis e a Policia Militar irá instaurar os procedimentos devidos para apuração do acidente, de acordo com notas emitidas pelas duas instituições.

Em sua nota, a Polícia Militar informou que os policiais militares envolvidos no acidente voltavam de um atendimento de uma ocorrência que foi demandada pelo Centro de Integrado de Operações de Segurança (CIOPS)  nas proximidades da Praia da Lua quando outra embarcação (lancha) colidiu com a lancha da Polícia Militar.

Em cada uma das embarcações haviam quatro pessoas sete delas sofreram leves lesões, porém, no momento do impacto, um integrante da lancha civil que colidiu no momento do impacto, foi jogado na água. A Capitania dos Portos e o Corpo de Bombeiro foram acionados, ainda tentou-se realizar buscas no local, mas devido às condições naturais desfavoráveis não conseguiram efetuar o pronto resgate. 
Os integrantes das lanchas foram atendidos pelo SAMU em um pontão nas proximidades do corrido. Informações não oficiais é que os ocupantes da lancha civil estariam embriagados e tinham pegado a lancha do patrão sem ele saber.

Nota

A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 9º Distrito Naval, informou que ao tomar conhecimento da colisão das lanchas foi direcionada ao local do ocorrido uma lancha com Inspetores Navais para iniciar as buscas, que contam com o apoio do BPAmb e do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas e que as causas e responsabilidades serão determinadas em inquérito administrativo instaurado pela Marinha do Brasil.

Tragédias sobre as águas

No dia 17 de janeiro, um turista coreano sofreu teve uma das pernas dilacerada pela hélice de uma embarcação, nas proximidades do Encontro das Águas, durante um passeio turístico pelos rios Negro e Solimões.

Publicidade
Publicidade