Publicidade
Manaus
Manaus

Após consumir entorpecentes, jovem causa incêndio na própria casa e ataca bombeiros e PMs

Para entrar no local, os agentes tiveram que escalar um muro e arrombar a porta que havia sido trancada pelo morador. Agitado e com uma faca, ele se cortou várias vezes e só foi imobilizado após ser alvejado com seis tiros 25/11/2014 às 16:11
Show 1
Bombeiros só conseguiram apagar o fogo após PMs imobilizarem o homem
ACRITICA.COM Manaus (AM)

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

Um jovem de 18 anos provocou incêndio na sua própria residência na manhã desta terça-feira (25), na Zona Sul de Manaus, e ainda atacou os bombeiros e policias militares que foram acionados para atender a ocorrência. O caso ocorreu em uma casa na avenida Ayrão, no bairro Presidente Vargas (também conhecido como Matinha).

O incidente ocorreu por volta das 9h e foi considerado pequeno, conforme informações da assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros. Para entrar no local, os agentes tiveram que escalar muro e arrombar a porta, que havia sido trancada por dentro pelo morador. Dentro da casa, eles foram surpreendidos pelo rapaz que estava agitado e com uma faca nas mãos.

Segundo o tenente Felipe Coelho, da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o homem tentou usar a faca para matar tanto os bombeiros quanto os PMs, que tiveram que contê-lo à força. “Ele estava totalmente ‘noiado’, pegou a faca e começou a se cortar. Pedimos para ele parar, mas ainda tive que dar um tiro de advertência”, conta.

“Nesse momento, ele correu no meio do fogo e entrou de novo na casa. Quando começaram a apagar o incêndio, ele voltou apontando a faca para o bombeiro. Atirei na perna dele e ele veio para cima. Atiramos quatro vezes na perna e duas vezes no braço, mas ele não largou a faca. Só conseguimos imobilizá-lo depois de bater na cabeça dele”, acrescentou o tenente.

Após isso, os PMs da 24ª Cicom conseguiram algemar o homem e levá-lo para fora da residência, e só então os bombeiros finalizaram o trabalho extinguir as chamas. Na parte externa do imóvel, o rapaz ainda “deu trabalho”, segundo relato do tenente Felipe: “Algemamos a perna e os braços, mas ele começou a comer a própria mão e o braço e a se debater”, completa.

De acordo com a mãe do rapaz, que não pôde ser identificada, foi o próprio filho quem incendiou o imóvel numa tentativa de suicídio, após consumir drogas. A residência sofreu danos materiais no seu interior, e o rapaz teve que ser foi socorrido e levado ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, na Zona Leste da cidade, para tratar dos ferimentos.

O tenente Felipe e o soldado Caio Leão da 24ª Cicom sofreram ferimentos de corte causados pelos golpes do rapaz e foram fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). Após receber alta hospitalar, o rapaz deve ser levado para o 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde poderá ser autuado por lesão corporal e incêndio criminoso.

Publicidade
Publicidade