Publicidade
Manaus
Manaus

Após dez dias internada, morre jovem que foi golpeada com chave de roda na cabeça

Yasmim morreu em briga banal entre dois adolescentes, após um deles provocar batida entre carros. Motivo seria outra garota, amiga da vítima, namorada e ex dos dois 02/09/2015 às 22:33
Show 1
Yasmim Paiva da Silva, 19
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Uma briga no trânsito resultou na morte da universitária Yasmim Paiva da Silva, 19, na noite de terça-feira (1º). Ela estava internada há dez dias, após ter sido atingida com uma chave de roda na cabeça, no dia 22 de agosto. O crime ocorreu na avenida Presidente Dutra, bairro Glória, Zona Oeste, às 21h.

De acordo com a mãe, a guardete Cleyde Paiva, 33, a filha estava em um carro de um amigo chamado Anderson e da melhor amiga Camila, que é prima de Anderson. Segundo a mãe, o assassino, um menor, passou na mesma rua e bateu o carro de Anderson, uma Montana Prata, de propósito, por conta de uma rixa antiga dos dois, que namoraram a mesma menina, que também estava no carro do suspeito. 

Com raiva, Anderson também revidou e bateu o carro do rival, um adolescente de 17 anos.

Ainda de acordo com a mãe da vítima, os dois deram início à uma discussão e, em seguida, o adolescente pegou o carro novamente, foi para a frente do carro de Anderson, deu ré e bateu novamente no carro dele, de propósito.

Em seguida, Yasmim teria pedido para descer do carro, mas Anderson não havia deixado e ainda teria dito que iria fazer algo. “Ele puxou a chave de roda debaixo de seu banco, jogou no carro do rival e depois ele revidou e arremessou a chave contra o carro do Anderson. Só que ele se abaixou e pegou na cabeça da minha filha”, explicou.

Ela foi socorrida pelo próprio Anderson e levada ao SPA do São Raimundo.  De lá, ela foi para o João Lúcio, onde ficou na UTI. Segundo a mãe, o adolescente ainda agrediu Anderson com mais dois amigos, no momento em que ele socorria Yasmim.

Só dois dias apreendido

De acordo com a mãe, o adolescente ainda chegou a ser apreendido por uma guarnição da Polícia Militar e levado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), no Alvorada.

Segundo a mãe, o adolescente ficou apreendido sábado, domingo e foi liberado segunda (31), depois de ser ouvido. Ela contou ainda que Anderson e Camila também foram chamados para a audiência, mas não compareceram. De acordo com Paiva, Anderson e Camila são os melhores amigos de Yasmim.

“Eu culpo mais o Anderson porque se ele não tivesse jogado a chave de roda, o outro não tinha revidado”, disse, a mãe da universitária Yasmim Paiva ao MH, ainda tentando entender como perdeu a filha de forma tão estúpida.

Publicidade
Publicidade