Domingo, 09 de Maio de 2021
Manaus

Após estuprar menina de 5 anos, homem é agredido: ele tem rosto desfigurado e perna quebrada

O abuso ocorreu na manhã de domingo (12), no bairro São Francisco, mas o suspeito só foi detido pela noite. O suspeito será autuado por estupro de vulnerável e a mãe também será indiciada por abandono de incapaz



1.jpg Josimar Costa da Silva teve diversos membros quebrados e o rosto desfigurado durante agressão de vizinhos
14/04/2015 às 12:28

Um homem, identificado como Josimar Costa da Silva, de 34 anos, foi preso em flagrante pela 3a Companhia Interativa Comunitária (Cicom) após estuprar uma menina de apenas cinco anos de idade no bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus, na noite de domingo (14).

De acordo com a titular da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), delegada Linda Glaucia, o abuso ocorreu por volta das 7h, mas o suspeito só foi detido por populares a noite, quando chegava em sua residência.

Segundo Glaucia, a menina foi abordada pelo suspeito, quando teria ido a padaria comprar pão a mando da mãe, de 22 anos. O suspeito teria dito para ela também comprar pão para ele e a convidou a entrar em sua casa para pegar dinheiro. Ela não teria aceitado, mas foi forçada por ele.




Delegada Linda Gláucia diz que uma criança de 5 anos nunca deveria estar desacompanhada

Dentro do imóvel, o suspeito a abusou e a ameaçou, caso a criança gritasse: ele dizia que ela nunca mais iria ver a mãe. Em seguida, ela foi em casa e avisou o padrasto o que havia acontecido. Quando foi a noite, o suspeito foi abordado e espancado por várias pessoas quando chegava em sua casa, que fica próxima da residência da vítima.

O SAMU foi acionado e levou o suspeito ao Hospital Pronto-Socorro Dr. João Lucio, onde está internado em estado grave. Ele teve o rosto desfigurado com os golpes, teve perna quebrada e outros membros também. Segundo a delegada, o suspeito será autuado por estupro de vulnerável e a mãe também será indiciada por abandono de incapaz.

"Não posso permitir que uma mãe mande uma criança de 5 anos ir sozinha à padaria. Ela não foi responsável e vou indiciá-lá", disse Glaucia. A mãe assinou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e foi liberada porque o tempo de flagrante havia expirado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.