Domingo, 19 de Maio de 2019
MASSACRE NO COMPAJ

Ministro da Justiça embarca para Manaus após caos e mortes em presídio

Em nota divulgada na manhã desta segunda-feira (2), o ministro se colocou a disposição do governo do Amazonas para auxiliar no que for preciso após a rebelião ocorrida no Compaj, que deixou ao menos 60 mortos



JC_Ministro-Justica-Alexndre-de-Moraes-coletiva-apos-prisao-grupo-suspeito-de-terrorismo-Rio-2016_002210716-850x567.jpg
(Foto: José Cruz/ Agência Brasil)
02/01/2017 às 14:21

De acordo com o jornal “Estadão”, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, embarca para Manaus logo mais para acompanhar o andamento das investigações do massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim.

Em nota divulgada na manhã desta segunda-feira (2), o ministro se colocou a disposição do governo do Amazonas para auxiliar no que for preciso após a rebelião ocorrida no Compaj, que deixou ao menos 60 mortos.

Segundo a nota, a ajuda poderá ser inclusive para eventuais transferências para presídios federais e envio da Força Nacional. A nota afirma ainda, que o ministro está desde ontem em contato com o governador do Amazonas, José Melo.

O Ministério da Justiça informou ainda, que o governador disse ao ministro que irá utilizar, para sanar os problemas, os R$ 44,7 milhões que o Fundo Penitenciário do Amazonas recebeu do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) no último dia 29 de dezembro. O ministro lamentou as mortes ocorridas em consequência da rebelião.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.