Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
WhatsApp_Image_2018-12-18_at_11.52.38_21B76EB0-AE41-4D85-B323-A15FB005534E.jpeg
publicidade
publicidade

AMOR FIEL

Após incêndio, moradores do Educandos comemoram a vida dos animais de estimação

Soldador conseguiu salvar os quatro cachorros, que estão com ele em abrigo; voluntários se reúnem para atender os animais na área afetada pelo fogo


18/12/2018 às 12:44

Em meio a correria no momento do incêndio no Educandos, ocorrido na noite desta segunda-feira (17), os moradores priorizaram um 'bem' que nenhum dinheiro pode repor: seus animais. O soldador Getúlio Pereira da Silva de 54 anos, levou seus quatro cachorros e mais algumas ferramentas de trabalho. "Quando eu cheguei, o meu filho ja estava tirando o que deu para recuperar como televisão, datashow e um motor rabeta. Eu peguei os quatro cachorros e o resto não consegui", conta Pereira.

Dona Maria José, moradora da rua Inácio, também perdeu sua casa, mas quando conversou com a reportagem estava com o cachorrinho Maylon no colo. "Não consigo nem dizer o que aconteceu direito. Foi tudo muito rápido e a única coisa que levei comigo foi o cachorro, graças a Deus consegui pegá-lo".

Mas também houve famílias que não tiveram a mesma sorte e não conseguiram salvar seus animais de estimação, como contou a moradora, Maria da Glória. "Foi a coisa mais horrível que vivi. Nunca havia pensado que um dia isso iria acontecer. Não pensei em nada, peguei meus três filhos, meu marido e saimos de casa. Tinha um cachorro que era o xodó de todos, ele tinha dez anos", disse ela, em lágrimas.

No total, segundo levantamentos da Defesa Civil, foram atingidas 500 famílias, totalizando cerca de 2,5 mil pessoas. 

publicidade

MUTIRÃO

Um grupo de pessoas dentre veterinários e estudantes de veterinária se concentraram em frente a Igreja Batista de Constantinópolis com o intuito de dar atenção especial aos animais.

De acordo com a coordenadora do Protetores dos Animais de Manaus, Nete Moura, aproximadamente 100 pessoas devem fazer uma espécie de mutirão para atender animais.

"A gente vai montar aqui uma força tarefa, nós estamos fazendo uma campanha mesmo para ajudar os que ainda estão no local do incêndio. O objetivo é descer para a gente ver os animais que ainda estão vivos e o que podemos fazer para ajudá-los", disse ela.

Conforme Nete, a ideia é chegar aos focos do incêndio. "Tem muita gente ajudando os humanos e nós entramos nessa parte de resgate, tratamento, mas para isso precisamos acessar os focos", finalizou.

publicidade
publicidade
Incêndio atinge UBS no Zumbi 2 e atendimento está suspenso nesta segunda (22)
Comerciante faz comedouro e bebedouro para animais de rua em Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.