Publicidade
Manaus
VOTAÇÃO SUSPENSA

Após protestos, votação da LDO é transferida para tarde desta quinta-feira

Manifestantes em prol da Universidade do Estado do Amazonas e da Defensoria Pública lotaram a galeria desde as 9h da casa legislativa para aguardar o início da votação 13/07/2017 às 13:44 - Atualizado em 13/07/2017 às 13:48
Show foto gilson
(Foto: Gilson Mello)
Geizyara Brandão Manaus (AM)

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), Abdala Fraxe (PODE) transferiu a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que rege as metas e prioridades da administração estadual para o ano seguinte, para as 15 horas desta quinta-feira (13).

Manifestantes em prol da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Defensoria Pública (DPE) lotaram a galeria desde as 9h para aguardar o início da votação. A sessão plenária, no entanto, foi suspensa para que os deputados pudessem se reunir.

Depois de quase duas horas de reunião, ao voltar para o Plenário, foi realizada a sessão especial para entrega do título de cidadão para o professor, empresário, pesquisador e esportista Antônio Carlos Duarte Cardoso, conhecido como "Tonheca".

Ao término da sessão especial o presidente da ALE-AM comunicou a transferência da votação para a tarde. Na pauta, apenas três das 36 emendas propostas dos deputados serão votadas.

O defensor público Carlos Alberto de Almeida Filho, afirmou que é uma tentativa clara para "cansar" os manifestantes. "Ninguém vai sair daqui, só saio daqui com isso votado, porque eu já sei que eles (deputados) se organizaram para não darem coisa nenhuma", disse o defensor aos populares.

A representante da União Nacional da Moradia Popular, Cristiane Sales, providenciou lanche para que todos pudessem continuar na ALE-AM.                       

Publicidade
Publicidade