Publicidade
Manaus
Manaus

Após renúncia de Chico Preto, Omar escolhe novo líder da maioria na ALE-AM

Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), se reuniu duas vezes com o governador após deputado Chico Preto deixar o posto 28/03/2013 às 06:45
Show 1
Presidente da ALE, Josué Neto (à esquerda), oficializará saída de Chico Preto (à direita) na sessão plenária de terça-feira
Rosiene Carvalho ---

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) deve comunicar oficialmente, na terça-feira, aos demais deputados sobre a renúncia de Chico Preto da liderança da maioria. Até lá, segundo o líder do PMDB na Casa legislativa, deputado Marcos Rotta, os partidos devem se reunir e indicar substituto para a vaga.

O deputado Chico Preto era o líder da maioria na ALE-AM desde 2011 e na terça-feira renunciou à função alegando que a mesma precisa de rotatividade.

“Ainda não conversamos sobre isso, até porque todo mundo foi surpreendido. Mas será algo natural como foi a indicação dele. Até semana que vem terá um substituto”, declarou o líder do PMDB na ALE-AM, Marcos Rotta.

A ALE-AM só terá sessão plenária na terça-feira após o feriado de Páscoa. A assessoria de comunicação do presidente da ALE-AM, Josué Neto (PSD), informou que o memorando de Chico Preto foi protocolizado, na terça-feira, no gabinete da presidência, mas por causa do feriado só será lido em plenário no dia 2 de abril.

A assessoria da ALE-AM informou ainda que as tratativas para a escolha do substituto de Chico Preto “devem estar sendo feitas”, indicando que o presidente Josué Neto se encontrou duas vezes, ontem, com o governador Omar Aziz (PSD).

Já na opinião do deputado Rotta não necessariamente o substituto deve ser do PSD. Ele explicou que os líderes dos partidos devem se reunir e indicar um nome. “Pode ser do PMDB, do PP, do PSD, enfim, de qualquer partido que compõe a maioria”, disse Rotta.

A relação de Chico Preto com o governador Omar Aziz (PSD) vem sofrendo desgaste desde o final de 2012, embora o parlamentar negue. Chico Preto foi preterido por Omar na indicação para a presidência da ALE-AM após impasse com o deputado Ricardo Nicolau (PSD) que insistia em ser reeleito. No último dia da eleição, Omar indicou Josué Neto para a vaga.

No início do ano, Chico Preto passou a ser cotado para assumir a Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas) no lugar da secretária Regina Fernandes. A mudança era tida como certa e a titular chegou a entregar a carta de demissão, que foi rejeitada por Omar.

Nesta quarta-feira (27), a informação que circulou era que Chico Preto analisa mudar de partido mais uma vez. Quer sair do PSD de Omar, mas ainda não escolheu a nova legenda.

Outro sinal de que Chico Preto e o governador não estão na mesma sintonia é que o deputado passou a ser crítico do prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB) na ALE-AM. O tucano mantém bom relacionamento com o governador Omar.

Publicidade
Publicidade